Aracaju (SE), 03 de dezembro de 2020
POR: Carla Passos
Fonte: Carla Passos
Em: 16/11/2020 às 00h00
Pub.: 16 de novembro de 2020

Dicas para uma primeira viagem a Nova York :: Por Carla Passos


Passei uma semana na cidade. É o tempo para conhecer as principais atrações, mas existem infinitas possibilidades para quem quiser ficar mais dias.


Central Park no inverno: natureza ao lado dos arranha-céus (Foto: Carla Passos)

Central Park no inverno: natureza ao lado dos arranha-céus (Foto: Carla Passos)


Todo mundo com certeza já viu centenas de filmes ou séries de TV em que pelo menos uma cena que se passa em Nova York. No cinema, a big apple ganha nomes como Metrópolis,  Gotham City ou simplesmente NY. É uma cidade de superlativos com inúmeras atrações, mas algumas realmente imperdíveis para os turistas como a Quinta Avenida, o Rockfeler Center, a Estátua da Liberdade, a Times Square, o Central Park, a Broadway, os museus, o memorial do World Trade Center, o Empire State Building… Ah, New York!


Antes de qualquer coisa, é importante se hospedar em Manhattan para não perder muito tempo no deslocamento para o hotel. Outra dica é comprar um cartão do metrô equivalente ao número de dias que vai ficar na cidade porque se torna mais barato e pode-se usar de forma ilimitada. Com o mapa do metrô, é possível se deslocar com facilidade em Nova York.


A minha primeira parada foi na Times Square, com seus painéis iluminados que fazem a noite parecer dia (Foto: Carla Passos)

A minha primeira parada foi na Times Square, com seus painéis iluminados que fazem a noite parecer dia (Foto: Carla Passos)


A minha primeira parada foi na Times Square, com seus painéis iluminados que fazem a noite parecer dia. No passado, capital do entretenimento nos Estados unidos, com magníficas salas de cinema e musicais, a Times Square acabou se transformando em um pântano de drogas e shows eróticos na década de 70, com ruas cheias de pessoas que atuam no submundo. Tudo mudou em 1990 quando a cidade convidou a Disney e uma série de outros gigantes empresariais para fazer a revitalização da área. Hoje a Times Square é conhecida como a Encruzilhada do Mundo.


Ir a Nova York e não assistir a um espetáculo da Broadway é o mesmo que ir a Roma e não ver o papa. A sugestão é ir à bilheteria na Times Square e comprar tickets promocionais de última hora dos espetáculos que sobraram cadeiras. Eles são vendidos todos os dias às 19h. A fila é grande e como fui no inverno é um pouco incômodo ficar esperando no frio, mas vale à pena porque os descontos chegam a 70%. O ingresso do espetáculo Rent eu comprei promocional, mas do The Phanton of the Opera paguei preço normal porque este está sempre lotado. Mas vale muito a pena! É muito emocionante e depois que assistimos entendemos porque é o musical mais visto do mundo!


Outro passeio que não pode deixar de ser feito é a visita a Liberty Island e a Ellis Island. A tavessia é feita de barco e primeiro chega a Estátua da Liberdade, um presente dado pela França aos Estados unidos em 1885 como símbolo de amizade e da concepção de liberdade compartilhada pelos dois países. Esta figura hoje domina a baía de Nova York e no seu centenário em 1985 sua restauração custou U$ 100 milhões.


A travessia para a Estátua da Liberdade é um passeio imperdível (Foto: Carla Passos)

A travessia para a Estátua da Liberdade é um passeio imperdível (Foto: Carla Passos)


Em seguida, a embracação segue para a Ellis Island, portão de entrada de cerca de 12 milhões de imigrantes entre 1892 e 1954, que fugiam da perseguição religiosa, da pobreza e dos conflitos políticos em seu país de origem. Hoje, praticamente 40% dos americanos têm algum ancestral que ingressou no país por ali. Uma reforma de seis anos na década de 80 resgatou a história da ilha, transformando-a num emocionante memorial, onde as pessoas podem pesquisar a chegada dos seus ancestrais e saber mais sobre o seu próprio passado, entrando pelas mesmas salas de bagagem e registro. Sem dúvidas foi meu museu favorito em NY!


Vários filmes retratam a chegada dos imigrantes europeus que chegavam em busca do sonho americano. Visite a Ellis Island para conhecer melhor essa história (Foto: Carla Passos)

Vários filmes retratam a chegada dos imigrantes europeus que chegavam em busca do sonho americano. Visite a Ellis Island para conhecer melhor essa história (Foto: Carla Passos)


A maioria dos principais museus estão localizados ao lado do Central Park. Entre eles, o American Museum of Natural History, The Museum of Modern Art (MoMA), The Metropolitan Museum of Art e o Madame Tussauds Wax Museum, esse último localizado na Times Square.


Outro memorial que deve ser uma parada obrigatória do turista é o do World Trade Center, no local onde antes ficavam as torres gêmeas. Lá é preciso agendar com antecedência pelo site (http://www.wtc.com).


E sem dúvidas as vistas mais bonitas da cidade são do alto e do Central Parque. Para avistar a cidade de cima, a dica é escolher um dos dois prédios: o Top Of The Rock ou o Empire States. Optei pelo segundo porque ser mais tradicional e cenário também de muitos filmes, a exemplo do King Kong.


Uma caminhada no Central Park nos revela belíssimas paisagens (Foto: Carla Passos)

Uma caminhada no Central Park nos revela belíssimas paisagens (Foto: Carla Passos)


Momento muamba
Não tem como ir aos Estados Unidos e não fazer umas comprinhas. Por esse motivo, não importa qual a cotação do dólar, as lojas nova-iorquinas estão sempre repletas de brasileiros.  E eles são muito bem recebidos, afinal o brasileiro é o segundo turista que mais gasta, perdendo apenas para o chinês.


As lojas preferidas são as de departamento como a Macys (a maior do mundo), as luxuosas (Tiffany, Chanel, Cartier, Gucci…), as charmosas da Madison, ou as de toda hora na Quinta Avenida (Gap, Abercrombie, Hollister,  Banana Republic, etc). Para preços ainda mais em conta, a dica são os outlets. Dentro de Manhattan, o Century 21 e para quem quiser ainda mais opções deve visitar o Woodburry Premium Outlet, a cerca de 1h de Nova York.


Todos os dias que fiquei na cidade saía do hotel de manhã e só retornava depois das 22h. E a sensação que se tem é que quanto mais dias você ficar em Nova York, não faltarão opções de lazer, espetáculos, restaurantes, bares e compras. Have a nice trip!!!

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação