09 de Fevereiro de 2017
POR: ASN
Fonte: ASN
Em: 08/02/2017 às 18h29

Trade e municípios atuam no planejamento de marketing para o Turismo


O foco é definir estratégias de como o destino Sergipe se posicionará nos mercados nacional e internacional, criando uma identidade, uma marca turística para o Estado.


Reposicionar Sergipe entre os principais destinos turísticos no Brasil é o objetivo do trade turístico e dos gestores municipais, que participaram da oficina que contempla a segunda etapa do Plano Estratégico para a promoção do Turismo do Estado de Sergipe (Imagem: Setur/SE)

Reposicionar Sergipe entre os principais destinos turísticos no Brasil é o objetivo do trade turístico e dos gestores municipais, que participaram da oficina que contempla a segunda etapa do Plano Estratégico para a promoção do Turismo do Estado de Sergipe (Imagem: Setur/SE)


Reposicionar Sergipe entre os principais destinos turísticos no Brasil é o objetivo do trade turístico e dos gestores municipais, que participaram da oficina que contempla a segunda etapa do Plano Estratégico para a promoção do Turismo do Estado de Sergipe, na manhã de hoje (08), no Quality Hotel. Trata-se de ações promovidas, visando criar o Plano Operacional de Marketing, em elaboração pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, via Programa de Desenvolvimento do Turismo - Prodetur/SE.


O foco é definir estratégias de como o destino Sergipe se posicionará nos mercados nacional e internacional, criando uma identidade, uma marca turística para o Estado. “Pensar em Plano de Marketing não é pensar somente em uma campanha publicitária. Estamos já fazendo pesquisas em operadoras por todo o Brasil e também internacionais; e, nesse momento, estamos trabalhando com os atores internos dos setores públicos e privados”, explicou a consultora Janine Pires, ex-presidente da Embratur e diretora do consórcio responsável pela elaboração do Plano de Marketing do Estado.


De acordo com Janine, o mundo do turismo está mudando muito rápido e o Estado precisa acompanhar essa mudança. “Posso perguntar: o que faria o turista escolher Sergipe como destino? Onde podemos aparecer, enquanto instituições públicas e privadas, ou até mesmo enquanto sergipanos, para influenciar nessa escolha do turista?”, interpelou a consultora.


Instituições


O empresário João Ávila, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens - ABAV/Se, disse que o planejamento de marketing é necessário. Segundo o presidente, esse é um trabalho que tem continuidade do Prodetur I, mas que, sem dúvidas, se tem uma maior confiança para atingir o objetivo, que é transformar Sergipe em um destino consolidado. 


Já para a presidente da Associação da Indústria de Hotéis em Sergipe – ABIH/Se, Daniela Mesquita, o que faltava era o planejamento. “Não se ouvia as pessoas envolvidas e esse já é um primeiro momento que diferencia. Estão envolvendo todas as cabeças do turismo. Acredito que dará certo, que é o momento de dar credibilidade ao setor e Sergipe será consolidado. Sou muito otimista!”, disse a presidente.


Governo


Para o secretário de Estado do Turismo, Saulo Eloy Filho, Sergipe está vivenciando um novo momento no Turismo, de construir um Plano de Marketing, com resultados efetivos, de forma profissional e junto com as iniciativas do Governo, das instituições acadêmicas, dos municípios, do setor privado e da população.


O futuro secretário de Turismo, Fábio Henrique, também foi apresentado ao Trade e aos gestores municipais. Ele fez questão de enfatizar que se trata de um projeto de marketing de forma planejada, com a participação das categorias e que será um divisor de águas no turismo de Sergipe. “Sergipe sabe onde está, aonde quer chegar e está discutindo como chegar até lá. Esse é um projeto que não tem data de vencimento, e cria a nossa identidade de forma permanente”, afirmou Fábio Henrique.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco