Aracaju (SE), 03 de junho de 2020
POR: Sindpen/SE
Fonte: Sindpen/SE
Em: 12/05/2020 às 00h00
Pub.: 13 de maio de 2020

Covid-19: Sindppen quer testagem de todos os servidores do sistema prisional de Sergipe


O Sindicato dos Policiais Penais e Servidores da Sejuc de Sergipe (Sindppen) solicitou à Secretaria de Estado da Justiça e do Consumidor (Sejuc) que faça a testagem para a Covid-19 de todos os servidores (policiais penais, demais funcionários e profissionais terceirizados) que atuam no sistema prisional de Sergipe.


A medida, conforme o presidente do Sindppen, Wesley Alves, visa evitar a disseminação do coronavírus no sistema prisional. “Com os testes rápidos, podemos identificar os servidores e funcionários terceirizados que estão contaminados pela Covid-19, inclusive os assintomáticos, colocá-los em isolamento, e evitar que outras pessoas (colegas de trabalho, amigos e familiares) sejam contaminadas. Além disso, em virtude do déficit no efetivo, há policiais penais trabalhando em mais de uma unidade, inclusive naquelas com casos confirmados, o que acende o alerta para o reforço das medidas de prevenção”, explica.


Wesley Alves, solicita ainda que a Sejuc convoque a empresa Reviver, para que seja responsável pela testagem de todos os seus funcionários nas cadeias de Areia Branca e de Estância, e no Complexo Penitenciário Adv. Antônio Jacinto Filho (Compajaf), no bairro Santa Maria, em Aracaju. “Como cogestora destas unidades, a Reviver também deve apoiar o Estado nas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, inclusive, arcando com os custos da compra de testes rápidos em número suficiente para testagem de todos os seus funcionários”, comenta o presidente do Sindppen.


Inspeção em Areia Branca
No último sábado, 9, o presidente do Sindppen, Wesley Alves, visitou a Cadeia de Areia Branca, onde atuam 12 policiais penais e diversos funcionários da empresa Reviver. “Pudemos constatar que todos os policiais penais e demais servidores estão fazendo o uso de EPIs e adotando todas as medidas de higienização, mas ainda assim, existem casos confirmados, o que é muito grave, pois pode ocorrer a propagação do vírus e contaminação de outras pessoas” explica.


Durante a visita, o diretor do Cadeia de Areia Branca, Ricardo Manhães, explicou que logo no início da pandemia, foram distribuídos EPIs e adotadas medidas de distanciamento social e de higienização dos locais de trabalho. A unidade também afastou os casos confirmados de suas funções e está monitorando aqueles que tiveram contatos com as pessoas que testaram positivo para a doença.


“Além do uso de EPIs e da intensificação da higienização dos ambientes, estamos verificando diariamente a temperatura corporal, higienizando mãos e pés, e também os veículos de todos aqueles que entram na unidade”, completa o diretor.


Covid-19 no sistema prisional em Sergipe
Até o momento, sete servidores terceirizados que atuam na Cadeia Pública de Areia Branca testaram positivo para Covid-19. Dois detentos também foram diagnosticados com a doença, um deles é do Compajaf, em Aracaju, e o outro é do Complexo Penitenciário Doutor Manoel Carvalho Neto (Copemcan), que fica em São Cristóvão.  O caso mais recente é o diretor do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), Agenildo Machado de Freitas Júnior, que também testou positivo para a Covid-19.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação