21 de fevereiro de 2020
POR: PM/SE
Fonte: PM/SE
Em: 20/02/2020 às 00h00

Polícia Militar desarticula grupo criminoso que atuava no Bugio


A operação resultou em duas prisões, quatro armas apreendidas, incluindo uma submetralhadora, além de drogas e munições


Polícia Militar desarticula grupo criminoso que atuava no Bugio (Foto: PM/SE)

Polícia Militar desarticula grupo criminoso que atuava no Bugio (Foto: PM/SE)


Na manhã desta quinta-feira, 20, policiais militares do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) desarticularam um grupo criminoso que atuava na região do Bugio, Zona Norte de Aracaju.


Durante patrulhamento no Bairro Bugio, o Getam foi informado de que dois indivíduos de alta periculosidade, identificados como Matheus Juan Lima, vulgo ‘casa veia’, e Luan David Michel, mais conhecido como ‘Luan Vaqueiro’, ambos com passagens pelo sistema prisional, juntamente com outros comparsas, estariam se articulando para cometer o crime de homicídio contra um desafeto, motivados pela disputa de pontos de tráfico de drogas.


Ao se aproximarem de uma residência, localizada na Favela do Amor, os policiais foram recebidos a tiros pelos suspeitos. Durante o revide, Matheus Juan foi atingido e socorrido para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Com ele, os policiais apreenderam uma pistola calibre 765, um carregador, um revólver calibre .38 com numeração raspada e diversas munições. Após uma revista na casa, também foram apreendidos 85 buchas de maconha, 25 gramas de cocaína e três rolos de papel alumínio.


Em meio à ação, Luan Davi, juntamente com outros suspeitos não identificados, conseguiu fugir pelos fundos da residência, mas foi preso, logo em seguida, enquanto tentava escapar do cerco policial utilizando um veículo de aplicativo. Ele confessou que havia escondido a arma de fogo utilizada contra as equipes do Getam em uma residência, e, após diligências ao local, os policiais localizaram o armamento, uma pistola calibre 380 com cinco munições. Ainda durante os questionamentos, o suspeito confessou que o grupo possuía uma submetralhadora, mas que o armamento de grosso calibre estava escondido na ocupação das Mangabeiras, no Bairro Santa Maria. A equipe se deslocou até o local denunciado e apreendeu a arma.


Os policiais intensificaram as buscas pelo restante do grupo criminoso e também prenderam uma mulher de prenome Joyce Kelly, suspeita de ser a responsável por esconder armas e drogas pertencentes ao grupo criminoso.


A operação resultou em duas prisões, quatro armas apreendidas, incluindo uma submetralhadora, além de drogas e munições.


O caso foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação