12 de fevereiro de 2020
POR: PRF/SE
Fonte: PRF/SE
Em: 12/02/2020 às 00h00

Acidentes com ônibus e micro-ônibus são responsáveis por 12,3% das mortes nas rodovias federais de Sergipe


Um levantamento estatístico da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe revelou que de janeiro a dezembro do ano passado, dos 642 acidentes ocorridos nas rodovias federais do estado, 33 envolveram ônibus e micro-ônibus. Desses acidentes com veículos que realizam diariamente o transporte intermunicipal e interestadual de passageiros, 81 pessoas ficaram feridas e outras oito (12,3%) morreram no mesmo período.


Acidentes com ônibus e micro-ônibus são responsáveis por 12,3% das mortes nas rodovias federais de Sergipe (Foto: PRF/SE)

Acidentes com ônibus e micro-ônibus são responsáveis por 12,3% das mortes nas rodovias federais de Sergipe (Foto: PRF/SE)


No estudo, é possível verificar que dos 33 acidentes com ônibus e micro-ônibus, 17 (51,5%) deles ocorreram nos finais de semana, principalmente na sexta-feira e no domingo. Quanto aos horários de maior incidência dos acidentes, o relatório apontou que nove (27,3%) ocorrências aconteceram no início da manhã e final de tarde. A colisão traseira aparece como o tipo de sinistro mais comum. Foram nove acidentes desse tipo, seguido da colisão transversal e lateral.


Das duas rodovias federais que cortam Sergipe, o levantamento estatístico apontou que 13 acidentes foram registrados na BR 101 Norte, seguido da região da Grande Aracaju (BR 235), com cinco acidentes e Itabaiana (BR 235), com três acidentes envolvendo ônibus e micro-ônibus. Lideram as causas desses acidentes, a falta de atenção do condutor, o desrespeito às normas de trânsito e não guardar distância de segurança em relação ao veículo que se desloca à frente, nessa ordem.


O chefe de comunicação social da PRF em Sergipe, Flávio Vasconcelos, faz um alerta aos passageiros e motoristas. “Ainda é muito comum flagrarmos passageiros sem utilizar o cinto de segurança quando viajam em ônibus e micro-ônibus. Há uma falsa sensação de segurança por se tratar de um veículo de grande porte e aparentemente mais robusto. Infelizmente, os acidentes acontecem e os danos poderiam ser minimizados, simplesmente utilizando o dispositivo.”, ressaltou Vasconcelos.


Com base nos dados apresentados, a PRF planeja suas atividades de fiscalização, com o objetivo de inibir atitudes imprudentes e, consequentemente, reduzir os números de acidentes, feridos e mortes nas rodovias federais sergipanas. Uma das ferramentas utilizadas é o Cinema Rodoviário, projeto pioneiro da PRF em que usuários das rodovias federais são convidados a assistirem a vídeos e palestras educativas, nas unidades operacionais da Instituição ou pontos específicos nas rodovias, cuja temática é a segurança viária e a parcela de responsabilidade de cada um para um trânsito mais seguro.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação