27 de janeiro de 2020
POR: SSP/SE
Fonte: SSP/SE
Em: 27/01/2020 às 07h08

Caminhoneiro simula roubo de 20 toneladas de leite em pó e é preso em ação conjunta do Cope e PRF


“Tombo” é uma modalidade do falso roubo/furto em que o caminhoneiro negocia a carga e a entrega para criminosos.


Caminhoneiro simula roubo de 20 toneladas de leite em pó e é preso em ação conjunta do Cope e PRF (Foto: SSP/SE)

Caminhoneiro simula roubo de 20 toneladas de leite em pó e é preso em ação conjunta do Cope e PRF (Foto: SSP/SE)


Após investigações do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), agentes da Polícia Rodoviária Federal prenderam na cidade de Jequié (BA) Bruno Lima Santana. Ele é acusado de ter simulado um assalto para vender a carga que transportava há um ano, em Sergipe. Após o roubo, a suposta vítima fez registro de um boletim de ocorrência no Cope. 


Segundo o delegado Dernival Eloi, Bruno alegou que estava em um posto de combustível em Sergipe, em fevereiro de 2019, quando teria sido abordado por homens armados, que levaram as 20 toneladas de leite em pó e o teriam mantido em um cativeiro. 


O delegado Dernival Eloi explica que a estratégia da suposta vítima, de alegar que ficou em cativeiro após o falso assalto, é para que os criminosos tenham tempo de sumir com a carga negociada. "Ele faz o BO apenas no momento em que a carga é negociada. Se ele vem imediatamente após o falso roubo, a polícia pode agir e realizar o flagrante dos que receberam a carga", explica Dernival. 


Essa é a modalidade de “roubo” de carga conhecida como "tombo". O caminhoneiro é aliciado pela quadrilha e vende por uma quantia de quase 20% do valor final da carga. Com as investigações, o Cope solicitou ao Poder Judiciário a prisão de Bruno, a qual foi decretada pelo Juízo de Direito da Comarca de Itaporanga D’Ajuda.


Quando foi preso, ele dirigia para o mesmo dono da carga que foi entregue em Sergipe. "Alertamos o proprietário da empresa que se trata de um golpe e que as investigações mostrariam isso, mas ele não acreditou e possivelmente poderia ser vítima novamente", explicou Dernival. 


Em todo o ano de 2019, não foi registrado nenhum roubo de carga em Sergipe, apenas alguns casos de "tombo", todos investigados e identificados pelos agentes do Cope, responsáveis por essa modalidade de investigação.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação