23 de julho de 2019
POR: SSP/SE
Fonte: SSP/SE
Em: 23/07/2019 às 09h40

Ação conjunta entre DRFV, PM e Cavalaria desarticula quadrilha que desmanchava motos


Ação conjunta entre DRFV, PM e Cavalaria desarticula quadrilha que desmanchava motos no Santa Maria.
As prisões foram realizadas após uma denúncia anônima.


Ação conjunta entre DRFV, PM e Cavalaria desarticula quadrilha que desmanchava motos (Foto: SSP/SE)

Ação conjunta entre DRFV, PM e Cavalaria desarticula quadrilha que desmanchava motos (Foto: SSP/SE)

Policiais da Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), com o apoio da Força Tática do Batalhão da Polícia Militar (1°BPM) e da Cavalaria, na noite de segunda-feira, 22, prenderam três homens após receberem a informação de que os suspeitos de roubar motos na região do bairro Santa Maria estavam usando uma casa como desmanche dos veículos.


A equipe operacional deslocou-se até o local informado e conseguiu identificar a casa que seria usada como desmanche. Na residência uma das motos já estava sendo desmanchada pelos suspeitos identificados como Tony De Oliveira Farias, 21 anos, Asley Souza Ramos, 20, e Gustavo da Conceição Santos, quando os policiais realizavam a busca e apreensão. 


O procedimento foi encaminhado à Delegacia Plantonista para que as medidas legais cabíveis no caso fossem tomadas. Uma das vítimas esteve na delegacia e reconheceu um dos presos pela semelhança física. Após os depoimentos, a polícia continuará com as investigações para constatar a participação do suspeito nos roubos.


Segundo o delegado Kássio Viana o processo investigativo continua. “Vamos dar continuidade ao trabalho de investigação para certificar que eles foram autores do roubo ou só estavam desmanchando as motos. No meu entender, é uma formação de quadrilha, uma associação criminosa, cada um com sua função. Alguns são executores dos roubos e outros são responsáveis pelos desmanches. Pelas fotografias do ambiente em que eles foram presos nota-se que era uma prática rotineira levar as motos para a casa e realizar o desmanche”, disse.


A Polícia Civil pede que a população continue colaborando com o trabalho de investigação e repasse qualquer informação a respeito da localização de suspeitos através do Disque-Denúncia, no telefone 181. O sigilo é garantido.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação