11 de julho de 2019
POR: Ferreira Filho
Fonte: Ferreira Filho
Em: 11/07/2019 às 07h27

Qual o Brasil que eu quero?



Quinta-feira, 11 de julho de 2019


Qual o Brasil que eu quero? - Imagem ilustrativa: produção/ClickSergipe

Qual o Brasil que eu quero? - Imagem ilustrativa: produção/ClickSergipe

Qual o Brasil que eu quero?


Todas as atenções no Brasil e no mundo estavam voltadas para Brasília no dia de ontem, quando no Plenário da Câmara Federal se discutia e votava o Texto Base da Reforma da Previdência. Momento decisivo para o país, que vive a pagar um déficit com risco total de falência em poucos anos.


A turma do barulho, que também já teve a oportunidade de comandar o país, argumentou de forma pontual com alguns itens da reforma, "discursando" em favor dos trabalhadores, dos pobres, e do Brasil. Algo bem superficial e populista, sem a apresentação de fundamentos de sustenção para uma economia que tirasse o Brasil da desconfiança que o mercado nos enxerga.


A reação deste mercado que faz desenvolver os países que buscam caminhar próximo das soluções que sinalizam um desenvolvimento foi bastante positiva, constatada nos índices que diriamente são apresentados pela economia internacional.


Entre o barulho de alguns, e os argumentos econômicos de outros, lhe sugiro se perguntar: Qual o Brasil que eu quero? Um país para continuar como está, e ter um fim dramático como alguns países já estão vivendo? Ou um Brasil verdadeiramente de todos, seja pobre, rico, trabalhador e, principalmente, desempregado, vítima de uma economia deficitária?
A turma da gritaria populista sabe da necessidade que temos de fazer essa reforma, sob pena de ampliar um caos já instalado, acentuado pela má aplicação de recursos públicos, somado à corrupção tão explícita para os brasileiros.


Como a eleição foi decidida em segundo turno entre Bolsonaro e Hadad, fico me perguntando a cada "zuada" que ouço: O que faria o outro? Foram oito anos de Lula, mais seis de Dilma, e nada fizeram com a previdência, apesar da constatação do déficit, dito por todos sem excessão.


Não tenho qualquer paixão por governante algum. Vivo na linha da maioria esmagadora do povo brasileiro, que sofre com a instabilidade da economia do país, ouvindo promessas de soluções sem que nada aconteça, mas numa coisa quero concordar com Bolsonaro. "BRASIL ACIMA DE TODOS"!



MDB de Sergipe desafinado
Por falar em reforma da previdência, parece que o experiente político Jackson Barreto não conseguiu convencer o presidente estadual do MDB, deputado federal Fábio Reis, votar de acordo com o que ele pensa. Enquanto JB detonava Bolsonaro nas suas recentes entrevistas, abominando a Nova Previdência apresentada pelo governo federal, Fábio votou SIM.


 
Mitidieri independente
O deputado federal Luis Mitidieri (PSD) diz que tem conduzido seus mandatos com “independência e coragem para votar conforme a minha consciência. Em muitas ocasiões, me coloquei contra meu próprio partido para defender aquilo que acredito”. Mitidieri lembra que votou contra  o impeachment da Dilma, contra a reforma da previdência no governo Temer, contra a ampliação da terceirização, contra a venda do Pré-Sal, a favor do afastamento do presidente Temer em duas oportunidades.”Em todas essas ocasiões sofri críticas mas, da mesma forma, recebi elogios”.


Mitidieri independente II
Nas eleições, votei em Dilma, em 2014, e em Haddad, em 2018. Defendi Lula publicamente, chegando a participar da caravana quando passou por Sergipe, lembrou o parlamentar sergipano. Acrescentou que “agora minha postura e coerência continuarão a me nortear. A reforma da previdência mexe diretamente com a vida de milhões de brasileiros. Defendi abertamente que o BPC, a aposentadoria rural, o sistema de capitalização e outras injustiças fossem a retirados do texto por entender que quem ganha menos não pode arcar com a previdência de quem ganha mais. Conseguimos”!


Mitidieri independente III
Defendi e defendo a inclusão dos Estados e municípios nesta reforma. Esta luta será travada no plenário da Câmara, assim como a luta pela paridade entre as polícias e as forças armadas, e a luta a favor dos professores, disse. Para entendermos a gravidade da situação – explicou Mitidieri – Sergipe tem um rombo previdenciário mensal de R$ 100 milhões. Esses recursos poderiam estar sendo utilizados para colocar o salário dos servidores em dia, recuperar nossas rodovias, investir em saúde, por exemplo. A conta simplesmente não fecha, explicou.



Aposentadorias futuras
Mitidieri dz que entende as críticas e as preocupações, “mas para garantir o pagamento das aposentadorias futuras, precisamos fazer este esforço agora. E é por isso, que de forma consciente e mantendo a independência que me é característica, decidi votar a favor da reforma da previdência.


 
Evangélico no STF
O presidente Jair Bolsonaro afirmou que indicará um ministro evangélico para o Supremo Tribunal Federal (STF), pois, para ele, a busca pelo “resgate dos valores familiares” deve estar presente em todos os poderes do país. “Entre as duas vagas que terei para indicar para o Supremo um deles será terrivelmente evangélico”, disse, durante sua participação em um culto da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, na manhã de ontem (10).



Plano Safra 2019/2020
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disponibilizou, a partir de ontem (10), R$ 23 bilhões para o Plano Safra 2019/2020, sendo R$ 19,6 bilhões para agricultura empresarial e R$ 3,3 bilhões para agricultura familiar.O total supera em R$ 700 milhões o valor destinado ao setor pelo banco no ano passado, e objetiva o financiamento de investimentos e custeio da produção agropecuária brasileira.Todas as principais linhas de fomento à agropecuária empresarial tiveram o orçamento ampliado.



Morre Paulo Henrique Amorim
Morreu na manhã desta quarta-feira (10) o jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 76 anos, vitima de enfarto, no Rio de Janeiro. Ele trabalhou em diversas redações, inclusive na Globo. Na última semana, o jornalista foi afastado do programa ‘Domingo Espetacular’ por conta de suas declarações polêmicas em seu blog, ‘Conversa Afiada’, onde vinha fazendo duras críticas ao governo Jair Bolsonaro. Seu último emprego foi na TV Record, mas estava fora do ar desde o mês passado, quando foi afastado do programa Domingo Espetacular. Paulo Henrique Amorim deixa mulher e uma filha, a jornalista Géorgia Pinheiro.



Previsão do tempo
O meteorologista do Centro de Meteorologia do Estado, Overland Amaral, explica que o vapor de umidade vai se prolongando e, com isso, pancadas de chuvas deverão ocorrer principalmente no início da noite até início do dia seguinte. A temperatura mínima na capital pode chegar aos 19°C, no dia 17 deste mês, com sensação térmica mais baixa. Já no município de Nossa Senhora da Glória e Monte Alegre, no Alto sertão, os termômetros devem marcar 16°C, no dia 18 deste mês.



Pregoeiros
Responsável por coordenar o processo licitatório na modalidade pregão, o pregoeiro tem papel fundamental na busca pela redução dos gastos públicos. A importância desse profissional motivou o Sebrae e realizar, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), o “I Encontro de pregoeiros e equipes de apoio”. O evento ocorrerá no próximo dia 17, às 8h, no auditório do Sebrae. A iniciativa foi tema de reunião ocorrida na manhã desta quarta-feira, 10, entre o presidente do TCE, conselheiro Ulices Andrade, e o diretor técnico do Sebrae, Emanoel Sobral.



Qual o Brasil que eu quero? - Imagem ilustrativa: produção/ClickSergipe
Imagem original: G1/TVGlobo
Contato: ferreirappa@gmail.com/Zap: 79 9 9987 2966
Mais Colunas

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação