Aracaju (SE), 03 de dezembro de 2020
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 14/11/2020 às 08h00
Pub.: 13 de novembro de 2020

Você sabe escolher um vereador? :: Por Marcio Rocha


Márcio Rocha (Foto: Arquivo pessoal)

Márcio Rocha (Foto: Arquivo pessoal)

Na véspera da eleição, é importante que levantemos um questionamento para escolher melhor os nossos representantes no Poder Legislativo. Precisamos de pessoas que tenham um real comprometimento com a sociedade, não apenas com o que for demandado pelo Poder Executivo. O papel de um vereador é importantíssimo, pois ele ajuda a definir o destino da sua cidade no próximo período de quatro anos, trabalhando ou não para ajudar a administração municipal a promover o bem comum para todos. Em tempos de campanha, pude observar como faço há 24 anos, o comportamento dos candidatos às vagas nas câmaras municipais, apresentando suas propostas e possíveis projetos para o benefício da população.


Aracaju tem mais de 700 pessoas que decidiram colocar seus nomes para o vaticínio popular, muitos deles conhecidos, outros já possuidores de mandato, alguns que já passaram pelo legislativo e outros completamente desconhecidos que pedem uma oportunidade para lhe representar. São mais de setecentas pessoas que disputam 24 cadeiras do “conselho de representantes” da população. Portanto, temos muitas opções e a sua decisão deve ser criteriosa. A bem da verdade, todos nós conhecemos pelo menos uma pessoa que se colocou como postulante ao cargo de vereador. Essa é a eleição mais difícil, se considerarmos que é a mais concorrida de todos os certames eleitorais. Mas será que estamos preparados para fazer uma boa escolha?


Muitos apostam em candidaturas porque têm muitos amigos, conhecidos, ou um real potencial político. Outros o fazem para cumprir tabela, para aparecer no horário eleitoral, ou para conseguir apresentar ideias que possam ser aproveitadas caso sejam eleitos, ou alguém que o seja, extraia essa ideia para si e coloque em prática no seu mandato a exercer. Na verdade, muita coisa na política se copia uns dos outros. Cabe a você escolher bem o que julga ser melhor para o futuro imediato de nossa cidade, pois são quatro anos para se orgulhar ou se arrepender do que selecionou.


Escolha pessoas com propostas realmente alcançáveis. Aquele candidato que diz que vai fazer uma escola, vai criar bolsa disso, programa daquilo, pode ser um grande sonhador ou estar lhe enrolando. Quando se senta na cadeira da Câmara Municipal, percebe-se que o mundo arco-íris feliz da campanha muda o tom de sua cor para um cinza mais complexo, porque é o momento em que o representante começa a entender o que realmente terá que fazer pelo povo que o escolheu. O voto é coisa séria e não pode ser dado aleatoriamente. Precisamos de parlamentares que busquem ajudar o executivo municipal, seja eleito quem for, a promover o bem comum para a sociedade, criar oportunidades para a prefeitura promover crescimento para nosso povo, com mecanismos de geração de emprego e renda, estimular o empreendedorismo, buscar a formação de uma melhor base educacional, discutir meios de como ajudar a melhorar a vida das pessoas. Então, você sabe como escolher um vereador?


Destaco duas legislaturas cujos componentes em sua grande maioria não foram capazes, a meu ver, de atender esses anseios populacionais. As de 1997-2000 e a atual. Dos 24 vereadores que temos atualmente, menos da metade são pessoas realmente comprometidas com a população como um todo. É melhor não dizer nomes, mas estimular a reflexão em cada um para que faça uma boa escolha. Precisamos repetir legislaturas como a de 2013-2016 ou 2005-2008, que foram grandes times de pessoas comprometidas com o povo como um todo. 


Se o candidato quer comprar seu voto, você sabe que esse não tem interesse nenhum em fazer a sua vida melhorar, somente a dele. Qualquer oferta em troca de voto não merece ser considerada, pois isso mostra o pior dos personagens da política, o político desonesto de verdade. Se você, eleitor, aceita a proposta da compra do voto, desculpe-me, mas é tão corrupto quanto quem lhe corrompeu. O momento é de agir com inteligência, escolhendo o que melhor lhe representa. 


A sorte está lançada e você tem o poder de decidir o destino da sua cidade. Coloquei Aracaju como exemplo, mas vale para todos os municípios. Este é o momento em que você faz a diferença! Escolha quem realmente lhe represente.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação