Aracaju (SE), 03 de dezembro de 2020
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 16/10/2020 às 09h20
Pub.: 19 de outubro de 2020

Aberta a temporada de contratações :: Por Marcio Rocha


Márcio Rocha (Foto: Arquivo pessoal)

Márcio Rocha (Foto: Arquivo pessoal)

Nos últimos dias, conversei com alguns empresários e dei umas voltas pelo Centro Comercial de Aracaju e no Shopping Jardins, constatando uma grata surpresa que vai ajudar a todos nesse momento em que estamos sofrendo com as consequências da pandemia do coronavírus, que muito me deixou feliz. Está aberta a temporada de contratações! Esse momento chegaria, mas estimava que fosse iniciar em novembro, já que as empresas sofreram com muitos problemas de ordem financeira, por conta do longo período em que o comércio esteve fechado. Um feliz engano, pois esse novo ciclo começou ainda em meados de setembro. 


O momento de recuperação da economia é bom, pois o comércio varejista está apresentando crescimento de vendas, diante do mesmo período do ano passado, segundo os dados de agosto do IBGE. Isso faz com que novos ares mais fortalecedores sejam inspirados pelo setor produtivo e começam a apontar o retorno das pessoas aos postos de trabalho. Agosto apresentou crescimento em emprego, interrompendo um período de seis meses de queda, sinalizando uma volta gradativa dos postos de trabalho perdidos. A expectativa é que quando os números de setembro forem divulgados, esse ritmo se mantenha e apresente aceleração. O comércio está voltando a seu papel de destaque na força de trabalho do estado.


Cartazes afixados nas portas das lojas, mensagens nas redes sociais, conversas de grupos de Whatsapp envolvendo os empresários, indicam que a situação está melhorando. Obviamente, também estamos no período de contratações de trabalhadores temporários, para o período final do ano, mas os empresários com quem pude conversar estão animados em aumentar o contingente de seu quadro funcional, com mais expansão das vagas permanentes. Ou seja, quem conseguir uma oportunidade de trabalho nesse momento, pode se manter no emprego, devido às sinalizações indicativas que o volume de vendas do varejo deverá continuar em crescimento. Se o ritmo se mantiver, o saldo do mercado de trabalho sergipano poderá fechar esse terrível ano, com leve queda. Não acredito em resgate total dos mais de 15 mil empregos perdidos. Entretanto, uma boa chance de diminuir esse estrago está em curso. 


O melhor meio de descomplicar a economia nesse momento é através da elevação do consumo. As novas contratações aumentam o número de consumidores no mercado, elevando a receita circulante nas empresas. Isso se conquista com o trabalho que os empresários do comércio estão desenvolvendo para conseguir preços melhores para o consumidor, além de fatores que impediram uma queda maior no consumo, durante o período da pandemia e principalmente agora, que está em arrefecimento, como a manutenção do auxílio emergencial. Esses recursos fazendo girar a roda da economia no setor terciário vão continuar alavancando nosso mercado, com a elevação das compras. A expectativa dos empresários é de aumento no resultado das vendas de setembro e que haverá um crescimento interessante nos três últimos meses do ano. Com isso, a economia poderá reagir com mais força. 


A oportunidade para conseguir se recolocar ou ingressar no mercado de trabalho é agora, já que as empresas estão com esse momento de contratações aberto e com um ânimo que contagia todos, pois com a elevação do emprego, todo o estado cresce. Pessoas, empresas, famílias, aparelho público, todos sentirão esses reflexos e poderemos seguir nesse ritmo de tração acelerada pra sair do atoleiro.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação