20 de fevereiro de 2017
POR: Na nota
Fonte: Na nota
Em: 20/02/2017 às 17h14

Parlamentares apresentam PL para mudar a Lei do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal


Parlamentares apresentam PL para mudar a Lei do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal


O deputado estadual Georgeo Passos (PTC), líder da oposição na Alese, utilizou o grande expediente da sessão plenária desta segunda-feira, 20, para falar sobre a Lei estadual nº 8.180/2016, que criou o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF). Para o parlamentar, a Lei que foi aprovada no final do ano passado, quebra uma regra constitucional sobre a repartição de recursos com Municípios.


“É uma legislação que mexe com todos os Municípios sergipanos. Afinal, o Estado incrementou a sua receita através da cobrança de encargo correspondente ao percentual de 10% do valor do benefício fiscal concedido a empresas. Ou seja, de um valor que corresponde a receita de ICMS”, comentou... Confira matéria completa AQUI



Iran Barbosa propõe ampliação da rede de bibliotecas de Aracaju


Diante do escasso número de bibliotecas existentes em Aracaju, o vereador Iran Barbosa (PT) propôs, através de um conjunto de Indicações, que a Administração Municipal amplie a sua rede de atendimento na cidade.
Para o vereador Iran, a ampliação da rede de bibliotecas oportunizará mais acesso da população aos livros, à cultura e ao lazer “Desde 2013 que proponho o estabelecimento de uma política de incentivo à construção de bibliotecas em nossa cidade. Contamos com pouquíssimas bibliotecas municipais e, entendendo a importância desses equipamentos públicos, precisamos adotar mecanismos e ações que visem à expansão dessa rede de bibliotecas públicas”, explicou Iran, acrescentando que “para duas das bibliotecas municipais em funcionamento, a Clodomir Silva e a Ivone Menezes, já solicitei a realização de reforma, visto que a assessoria do nosso mandato, "in loco", constatou a necessidade de recuperação das suas estruturas externas e internas”.


Iran indicou, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) e da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (EMURB), que as possíveis novas construções sejam avaliadas para que ocorram em bairros como o América, Santos Dumont, Aruana, Bugio e no Conjunto Orlando Dantas.


“A ampliação da rede de bibliotecas deverá oportunizar mais acesso à cultura, ao conhecimento, além de ser, também, um espaço alternativo de lazer para a população aracajuana. A nossa população carece de uma política mais efetiva de acesso aos bens culturais que devem compor uma biblioteca, na concepção moderna desses equipamentos”, afirmou Iran Barbosa.


Escrito por Valesca Montalvão em 20 Fevereiro 2017



DÍVIDA SANADA: SINDIJOR cobra pagamento do salário dos jornalistas do Correio de Sergipe


Com o salário de janeiro/2017 em atraso e o pagamento do retroativo referente ao reajuste salarial de 2016 em aberto, jornalistas da redação do Correio de Sergipe buscaram o apoio do Sindijor (Sindicato dos Jornalistas de Sergipe), filiado à CUT/SE (Central Única dos Trabalhadores).


Diretoria do SINDIJOR se reuniu com o editor chefe do Correio de Sergipe, Augusto Júnior, e com os jornalistas da redação na última quinta-feira, dia 16/02. A reunião surtiu efeito positivo no dia seguinte, sexta (17/02), quando todos os jornalistas receberam a remuneração e o retroativo.
Diretor do SINDIJOR, Guilherme Fraga comemora o bom resultado da reunião. “Só quando o diálogo se esgota e os direitos dos colegas jornalistas não são respeitados, é que partimos para outras estratégias, paralisação, mobilização de greve... É melhor para todos que o problema seja resolvido com diálogo. E é muito importante que o jornalista de Sergipe saiba que ele tem sindicato para intervir e cobrar o cumprimento do que é seu por direito”, enfatizou.


Escrito por: Iracema Corso - seg 20/02/2017 09:37



Semana movimentada no Huse com quase 3 mil atendimentos


O Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) registrou quase 3 mil atendimentos a usuários entre baixa, média e alta complexidade na última semana. Desse número, cerca de 400 usuários ficaram internados para seguir com o tratamento de acordo com o protocolo de acolhimento com classificação de risco. Essa demanda é considerada como superlotação. A meta, agora, é reduzir esse fluxo durante o período carnavalesco que já se aproxima e preocupa a gestão do hospital... Confira matéria completa AQUI - Katiane Menezes - 20 de fevereiro de 2017 - SES




 

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação