07 de março de 2018
POR: José Lima Santana
Fonte: José Lima Santana
Em: 07/03/2018 às 00h00

DIA INTERNACIONAL DA MULHER (08/03) :: Por José Lima Santana


José Lima Santana* - jlsantana@bol.com.br


José Lima Santana (Foto: Click Sergipe)

José Lima Santana (Foto: Click Sergipe)

Sob alguns aspectos, foi uma pena que se teve que instituir um dia internacional da mulher. Se a mulher fosse respeitada desde sempre, se a ela fossem creditados os direitos dos quais ela sempre foi credora, não precisaria de um dia a ela dedicado. Mas, nós homens éramos devedores desse dia. E mais: ainda lhe devemos muito. Porém, não será um dia que lhe fará jus por tudo o que ela representa para a humanidade. 
A mulher tem sido ao longo dos tempos o sustentáculo da família, da fé (qualquer que seja o credo que ela professe), da tentativa de boa convivência com o homem. A ela credita-se o foco maior da harmonia familiar e social. 


Durante muito tempo, a mulher foi vista como objeto e não como sujeito da história da humanidade. A mulher foi propriedade dos machistas estúpidos. Que absurdo! Nós homens devemos nos envergonhar por tudo que foi causado de mal à mulher.


Todavia, ainda hoje, a mulher continua sendo vítima da má formação psicossocial do homem. Os brutos dos novos tempos continuam em sua saga maldita de querer subjugar a mulher, contra ela desferindo todo tipo de ações negativas. Na vida doméstica, por exemplo, ainda impera a violência brutal contra a mulher. Assassinos continuam matando ou ferindo mulheres por todo o mundo. Os estupradores individuais ou coletivos continuam à solta, miseráveis que são. 


A sociedade não mudou muito, apesar de estarmos no século XXI da era cristã. Quanto tempo mais será preciso para que a estupidez dos homens seja quebrada, para que os homens possam compreender que eles, todos eles, nascem de uma mulher e que a mulher deve ter um lugar de destaque no altar de cada coração humano?


A mulher não é objeto, não é propriedade. A mulher é sujeito, que ao lado do homem, tem construído ao longo dos milênios, a história das civilizações humanas. Sem a mulher, sem a sua participação direta, não haveríamos chegado ao ponto de civilidade que logramos alcançar. Mas, ainda é pouco.


Somente deveremos nos dar por satisfeitos quando o último dos homens puder compreender que a sua estupidez diante da mulher deve tornar-se cinzas. E que a mulher é a MAIOR das criações de DEUS. Dentro dela forma-se o ser que é a imagem e  a semelhança de DEUS. É a mulher quem nos guarda no seu ventre por nove meses. É ela quem nos alimenta e quem cuida de nós quando somos seres indefesos. É ela, e somente ela, quem é MÃE, AVÓ, ESPOSA, COMPANHEIRA. 
MULHER DE LUTA. MULHER GUERREIRA.


A mulher nunca será um apêndice na vida doméstica ou social. Ela é e sempre será PROTAGONISTA.


VIVA A MULHER!!!*


PADRE. ADVOGADO. PROFESSOR DA UFS. MEMBRO DA ASL DA ASLJ E DO IHGSE


Confira AQUI mais artigos do José Lima Santana
Confira AQUI mais artigos da autoria de José Lima Santana publicados no ClicSergipe antigo

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação