17 de maio de 2019
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 17/05/2019 às 00h00

O uso do cotonete requer cuidados, alerta otorrino


Um hábito comum que as pessoas têm é o de limpar os ouvidos com cotonete. O que muita gente não sabe é que isso pode trazer sérios riscos e complicações para a saúde auditiva. Infecções, inflamações, otite e até perfuração do tímpano são algumas delas. Isso porque ao limpar os ouvidos, a cera (substância conhecida como cerume) e que serve para manter o canal auditivo limpo, além de ajudar a afastar sujeira e poeira dos tímpanos, acaba sendo empurrada para mais fundo no ouvido levando fungos e bactérias, causadores da dor e infecção.


No primeiro quadrimestre deste ano (janeiro a abril 2019) foram registrados no Pronto Socorro do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), cerca de 1.500 atendimentos referentes a dores e problemas no ouvido. De acordo com o otorrinolaringologista do Hospital de urgência de Sergipe (Huse), Antônio Roberto Setton, a pessoa deve estar atenta quanto os cuidados com a limpeza do ouvido e as inflamações causadas por esse hábito.


“A inflamação acontece quando a pessoa retira a proteção natural do ouvido que é a cera com a ajuda de um cotonete que é um hábito não salutar. Cada pessoa tem um pouco de cera no ouvido e um exemplo interessante é quando a pessoa vai tomar um banho de mar ou piscina e a água entra em contato com a cera, gerando uma hidratação da mesma e consequentemente um inchaço, dando a sensação de ouvido cheio de água. Quando a pessoa tenta retirar com o auxílio de um cotonete, gera uma reação inflamatória da pele do canal auditivo que é habitado por germes comuns e que não fazem mal, mas, no momento em que a pessoa gera uma agressão a essa pele, alguns germes penetram na intimidade do tecido promovendo a otite externa aguda”, explicou o médico.


Roberto Setton destaca ainda que o ideal é limpar somente a área externa do ouvido. “O cotonete só deve ser usado em volta do ouvido externo, sem penetrar no canal auditivo. Caso haja algum tipo de inflamação, o ideal é procurar fazer uma consulta com o otorrinolaringologista para que ele possa fazer a retirada da cera ou resíduo acumulado dentro do conduto auditivo ou pingar algumas gotinhas dentro do ouvido com antibiótico e antinflamatório, ou mesmo um curativo com um chumaço de algodão com cremes elaborados a base de antibióticos”,recomendou o otorrinolaringologista.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco