16 de agosto de 2019
POR: Ferreira Filho
Fonte: Ferreira Filho
Em: 16/08/2019 às 07h29

Coligação entre tapas e beijos



Sexta-feira, 16 de agosto de 2019


Coligação entre tapas e beijos


Já não é mais novidade para ninguém que o atual prefeito Edvaldo Nogueira, ainda PCdoB, está montando seu time para sua reeleição ano que vem. Alguns acordos já foram consolidados, e conversas continuam acontecendo com lideranças de partidos que ele deseja tê-los no seu lado.


Já acordado e declarado, o deputado federal, Laércio Oliveira, PP, é um desses que já estão no bloco de reeleição de Edvaldo, inclusive, com espaço político na administração da prefeitura de Aracaju, ocupando a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, SEMA. Aliás, mal chegou, e já causou um desconforto para o chefe do executivo municipal, que foi obrigado a exonerar nas pressas dois vereadores com mandatos no interior, que se encontravam nomeados na SEMA em Cargos de Comissão, indicados por Laércio. A denúncia foi do vereador Elber Batalha, PSB.


Resolvido com o PP, Edvaldo agora busca alinhamento com o Partido dos Trabalhadores, PT, aliados históricos, que vem declarando o propósito de uma candidatura própria, inclusive, com declarações fortes de filiados como Sílvio Santos, que avalia negativamente a condução do prefeito Edvaldo Nogueira na atual gestão, mudando completamente o perfil político, diferente do que fora discutido no momento da aliança em favor de sua candidatura em 2016.


Não bastasse apenas isso, é flagrante o litígio entre membros do PT com o deputado federal Laércio Oliveira, que não poupam farpas nas oportunidades que têem para falar um do outro. Recentemente, Laércio até sugeriu que o PT entregasse os Cargos Comissionados que ocupam na PMA, dizendo que os petistas estão acostumados a viver pendurados em cargos.


Enquanto isso, o presidente do PT-Aracaju, Jeferson Lima disse que “união das esquerdas com Laércio Não existe”. A declaração foi dada pelo presidente petista durante uma entrevista concedida ao radialista Narciso Machado na Fan FM. Jeferson também disse que Laércio tem posicionamentos que vão completamente de encontro ao que o PT defende. "Foi dos mais importantes defensores no Congresso Nacional, da Lei da Terceirização, defende a manutenção da prisão de Lula, entre tantos outros pontos que favorecem a Direita deste país”, apontou.


Pelo que se vê, continuando esse "balaio de gato" no entorno do projeto de reeleição de Edvaldo Nogueira, o jingle de campanha poderá ser a música da dupla, Leandro e Leonardo, "Entre tapas e beijos".



PSS de Capela Suspenso
O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) decidiu no Pleno desta quinta-feira, 15, expedir medida cautelar determinando a suspensão do Processo Seletivo Simplificado Nº 001/2019, da Prefeitura de Capela, voltado à contratação de profissionais para atuar nas instituições da rede pública municipal de ensino.



Juntos no TSE
Adversários ferrenhos no município de Itabaina, Talysson Barbosa Costa, PR, e Luciano Bispo, MDB, ambos eleitos deputados estaduais com uma disputa direta na cidade serrana, passarão a viver juntos no mesmo ambiente, Tribunal Superior Eleitoral, TSE, de onde deverão aguardar qualquer decisão. O filho do atual prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, está chegando com seu recurso na Corte. Já Luciano Bispo, aguarda decisão de mérito, enquanto exerce o mandato com respaldo numa liminar concedida pela Ministra Rosa Weber.



Eleição suplementar em São Francisco
O jornalista Cláudio Nunes posta hoje no seu Blog pela Infonet, um esclarecimento sobre a situação eleitoral suplementar no município de São Francisco. Segundo a assessoria de comunicação do Tribunal Regional Eleitoral, TRE, " não obstante cassada a prefeita Altair Nascimento, não se pode realizar Eleição Suplementar no município de São Francisco uma vez que a ex-Prefeita interpôs, neste Regional, Agravo Interno, o qual se encontra atualmente em fase de contrarrazões da parte contrária. Em suma: enquanto não analisados todos os remédios jurídicos oferecidos pelas partes, seja neste TRE ou possivelmente junto ao Tribunal Superior Eleitoral, não poderão ser realizadas novas eleições majoritárias visando à definição do Chefe do Poder Executivo do supracitado município".



Ações do BANESE
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprova a iniciativa do Governo do Estado em colocar à venda algumas ações do Banco do Estado de Sergipe (Banese) e descarta que a iniciativa seja classificada como privatização. O conselheiro Clóvis Barbosa, cuja área de atuação no TCE atinge o Banese, fez um balanço da questão, informou aos conselheiros que o Governo do Estado ainda não definiu o tipo de ações que serão comercializadas e observou que, por se tratar de situações complexas, apenas em meados ou até mesmo no final do próximo ano é que se terá definições para conclusivas sobre a questão.


Ações do BANESE II
O conselheiro explicou que o capital financeiro do Banese está dividido, paritariamente, entre ações ordinárias nominativas e preferenciais nominativas, tendo o Governo do Estado o controle de 90% do capital total do banco. Conforme as observações do conselheiro, as ações nominativas [destas, o Governo do Estado tem o domínio de 94%], os acionistas têm direito a voto e definem quais acionistas detêm o controle da empresa. Já as ações preferenciais nominativas, nas quais o Governo do Estado controla 86%, os acionistas não têm direito a voto, mas asseguram o recebimento de dividendos maiores que as ações ordinárias.



Bom Projeto
Seis Projetos de Lei (PL) foram aprovados durante a sessão da Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA) nesta quinta-feira, 15, e agora seguem para a sanção do prefeito de Aracaju. Um dos projetos aprovados obriga as maternidades de Aracaju conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SES) a realizar exames de cariótipo e ecocardiograma em recém-nascidos com sinais indicativos de Síndrome de Down.


Bom Projeto II
O vereador Fábio Meireles, autor do PL 178/2018, explica que esse projeto proporciona as crianças recém-nascidas, que apresentem sinais da Síndrome de Down, o diagnóstico precoce através da realização de exames em até 48 horas após o nascimento. “Através do olhar clínico do médico pediatra que notar algum sinal da síndrome ou se tiver alguma dúvida, ele pode solicitar de imediato o exame cariótipo, que irá confirmar ou não a síndrome. Dando positivo para o Down é solicitado o ecocardiograma porque 50% das crianças que nascem com Down apresentam cardiopatias e podem ter uma morte precoce devido a isso”, conta.



Imagem de arquivo: reprodução/ClickSergipe
Contato: ferreirappa@gmail.com/Zap: 79 9 9987 2966
Mais Colunas

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação