18 de julho de 2019
POR: Ferreira Filho
Fonte: Ferreira Filho
Em: 18/07/2019 às 06h43

"Negócio do cabrunco"



Quinta-feira, 18 de julho de 2019


"Negócio do cabrunco"


Na coluna de ontem fiz um comentário sobre o ato realizado pela prefeitura de Aracaju no bairro Jabotiana, onde estiveram juntos o prefeito Edvaldo Nogueira e o governador Belivaldo Chagas.


Diante da fala do "galeguinho", que garantiu reunir seu pessoal para saber se o serviço que está sendo executado pela Deso foi o causador do transbordo da lagoa Doce, fiz uma indagação:  a possibilidade de transbordo da lagoa Doce não foi analisada pelos técnicos antes do início do serviço ?


Pois é, foi pior que a falta de análise. Foi desobediência. Inclusive com geração de multa da Adema contra a Deso, de acordo com o diretor presidente do órgão ambiental, que explicou, ainda em Março deste ano, que a multa aplicada no valor de R$ 10 mil foi relacionada à obra que envolveu o aterramento de parte da lagoa doce, cuja obra foi iniciada antes do licenciamento obrigatório do órgão ambiental. Será que Belivaldo não tinha conhecimento disso?


São órgãos de um mesmo governo. Parece até uma briga de dois filhos na sala, enquanto o pai no quarto, concentrado, tentando resolver as coisas, não sabe nem que os filhos brigaram, porque um queria tomar o dinheiro das economias de casa. Mais ou menos isso.


Como esse fato da lagoa Doce foi motivo de muita discussão ontem em grupos de whatsapp e rodas políticas, encontrei, por acaso, com um influente assessor do governo, e logo lhe perguntei: E esse bolo da lagoa, vai dar em quê? Resposta: "rapaz nem me fale, negócio do cabrunco".


Como aqui em Sergipe "Cabrunco é usado para tudo, desde uma expressão de espanto, quanto para definir uma qualidade, um xingamento, uma interjeição, um elogio, entre outros", creio que a resposta do amigo veio do espanto e do xingamento.



Georgeo Passos no Dial
A coluna traz hoje no seu "Dial" (página 2) uma entrevista com o deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania. O parlamentar faz uma reflexão sobre a classe política diante do ocorrido com as chuvas, e expõe as razões de se sentir covarde logo no momento que começou a receber as notícias das enchentes, em especial de Riachuelo. Vale conferir.



União reconhece emergência
A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência no município de Riachuelo por causa das chuvas que superaram a média histórica e o esperado para todo o mês de julho no estado e que acabou desalojando a população e causando transbordamento de rios. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (17) e autoriza a liberação de aproximadamente R$ 600 mil para ajuda humanitária à população atingida pelas fortes.



Lixo Aracaju
A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) informa que, o acórdão dos embargos de declaração julgados pelo Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE) ainda não foi publicado. De acordo com a Procuradoria Jurídica (Projur) da empresa municipal, o referido acórdão serve apenas para corrigir possível omissão ou contradição, porventura existente em decisão anterior, e não tem o condão (ou poder) de rescindir ou substituir empresa em contrato existente, conforme, equivocadamente, está sendo divulgado pela Empresa Tecnal Tecnologia Ambiental em Aterro Sanitários Ltda. e sua assessoria jurídica.


Lixo Aracaju II
A Projur ressalta que, enquanto a assessoria da Tecnal coloca inverdades acerca da lisura, ética e responsabilidade da condução do processo de licitação da limpeza pública de Aracaju, órgãos fiscalizadores, como Ministério Público Estadual (MPE) e Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) teceram elogios à iniciativa da administração municipal, por ocasião da entrega das cópias de toda a documentação, em 22 de março, dia seguinte a assinatura dos contratos com as empresas vencedoras do certame.


Lixo Aracaju III
“Segundo o procurador-geral de Justiça do MPE, Rony Almeida, a atitude significou o cumprimento da lei, em um país onde boa parte dos gestores não está acostumada a cumprir o que a mesma determina, e que o prefeito Edvaldo Nogueira agiu com transparência”, afirma Cauê Rezende, Chefe da Projur.  “Na mesma oportunidade, o procurador Rony Almeida disse ser um novo tempo nesta questão do lixo”, completou Rezende.



Boletim médico de João Alves
O paciente João Alves deu entrada no hospital no dia 15 de julho de 2019 com quadro grave de sepse pulmonar. Ele foi colocado em ventilação mecânica invasiva sob uso de sedativos e em uso de medicações para estabilizar a pressão arterial. No momento, ele continua em ventilação mecânica invasiva, com redução da quantidade de medicações para pressão arterial e com suspensão dos sedativos. O quadro dele é grave, porem estável.



Senador Alessandro
O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) comentou, nesta quarta-feira (17) sobre a decisão do presidente do Superior Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, de suspender investigações e ações penais que usam informações do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), sem autorização da Justiça. Alessandro Vieira destacou que o ministro tomou a decisão no recesso parlamentar e com base em pedido da defesa de Flávio Bolsonaro, “que sequer era parte no processo do STF”. Para o senador sergipano, a decisão de Toffoli escandaliza, mas infelizmente não surpreende. “A decisão do ministro vai provocar impacto inesperado em processos sobre corrupção. Isso extrapola a atuação razoável do judiciário e é inadmissível”, pontuou Alessandro Vieira.


Senador Alessandro II
De acordo com o senador Alessandro, esse fato só reforça a necessidade de uma CPI que apure o funcionamento das cortes superiores. “Está mais do que na hora de colocarmos na pauta do Senado a votação sobre o pedido de instalação da CPI da Lava Toga. Sem CPI, não vai mudar. Enquanto não quebrarmos a caixa preta do Judiciário, haverá a prevalência de decisões políticas que não podem ser questionadas. Se o Senado se omite, há um poder acima de todos, acima da democracia”, afirmou o senador. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, prometeu levar a decisão final sobre a instalação da comissão para o plenário, mas ainda não o fez. Alessandro Vieira afirmou que um grupo de senadores está trabalhando para mudar a forma de tramitação dos pedidos de impeachment de ministros do STF. Atualmente a decisão cabe somente ao presidente do Senado, que engavetou todos eles.



Mega Sena acumulada
Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.170 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (17) em São Paulo. O prêmio acumulou. As dezenas sorteadas foram: 10 – 21 – 24 – 36 – 38 – 51. A quina teve 79 apostas ganhadoras; cada um receberá R$ 28.962,87. Já a quadra teve 4.697 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 695,90. O prêmio está acumulado em R$ 22 milhões.
 


Cabrunco - Imagem: Dicionário on line de português
Contato: ferreirappa@gmail.com/Zap: 79 9 9987 2966
Mais Colunas

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação