15 de maio de 2019
POR: ASN
Fonte: ASN
Em: 15/05/2019 às 10h01

Empresas instaladas no SergipeTec podem ter impostos reduzidos


Além de espaço físico e apoio técnico, o SergipeTec disponibiliza aos empresários toda a rede de relacionamento: instituições de fomento, academia e governo.


Empresas instaladas no SergipeTec podem ter impostos reduzidos (Foto: Arthuro Paganinne)

Empresas instaladas no SergipeTec podem ter impostos reduzidos (Foto: Arthuro Paganinne)


Os empresários que desejam se instalar no Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) podem ter o Imposto Sobre Serviços (ISS) reduzido.  A depender da modalidade da empresa, pode haver a redução de 2%, mínimo constitucional; além da isenção do Imposto sobre a propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). O SergipeTec é um braço do Governo de Sergipe no apoio e fomento a iniciativas ligadas à Ciência, Tecnologia e Inovação, sejam elas empreendedoras, projetos e eventos.


Segundo o gestor de inovação do local, Marcelo Dósea, é oferecido às empresas de base tecnológica tanto o espaço físico, como também toda a rede de relacionamentos do SergipeTec. “Instituições de fomento, academia e governo, networking, acesso às salas de reuniões, laboratórios de informática e salas de aula”, detalha.


Ainda segundo Marcelo, o SergipeTec disponibiliza às empresas instaladas no local o auditório, com capacidade para abrigar mais de 220 pessoas, além de estacionamento amplo, apoio na elaboração de projetos para captação de recursos e divulgação midiática através da assessoria de comunicação. “Sem contar que os empresários podem ter uma melhor interação com universidades, acesso a laboratórios e oportunidade de conversação com pesquisadores, alunos e professores, facilitando o desenvolvimento das empresas”, relata Dósea.


A presidência do Parque foi modificada recentemente e, para o novo presidente, Brenno Barreto, o objetivo da gestão é intensificar, junto com a equipe, as ações com foco na área empresarial, fazendo um elo de fomento entre as instituições atuantes nesta área de incentivo de produtividade, criatividade e inovação. "Estamos dando continuidade aos trabalhos e processos já realizados ou em encaminhamento e, principalmente, buscando ampliar as alternativas de incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento econômico, sempre ligados à Inovação Tecnológica”, frisa.


Segundo Brenno o foco é facilitar a geração dessas empresas, desmistificando algumas dúvidas inerentes ao empreendedorismo tecnológico. “Buscamos levar as condições necessárias para as empresas, de dentro e fora do estado, fomentando o desenvolvimento da cadeia produtiva e gerando novos postos de trabalho, renda e novos negócios. A proposta é fazer de Sergipe um pólo científico e tecnológico. Afinal, potencial nós temos”, completa.


Editais
No SergipeTec, existem editais disponíveis para cada tipo de empresa. Na incubadora, núcleo específico para empresas que estão nascendo, há oportunidades tanto para incubação, como para a pré-incubação. Há também editais para empresas residentes e os editais de lotes. Todos disponibilizados no site do www.sergipetec.org.br.


“Na incubação, a empresa já está com seu protótipo de produto ou serviço pronto. Já na pré-incubação, basta ter uma ideia. O empreendedor ou a pessoa física têm uma ideia e, então, vamos tirar da cabeça dele e tentar montar um planejamento. Temos os editais para empresas residentes, com melhores estruturas. E temos os editais de lote, para que as empresas possam construir seu empreendimento, no formato que ela desejar”, informa Marcelo Dósea.


Infraestrutura
O local preza pelo meio ambiente, no que diz respeito à estrutura física. De acordo com o gestor, há um espaço com madeira de reflorestamento. Há ainda a captação de água de chuva para reuso e o prédio possui telhas transparentes para iluminação. Outro ponto de destaque é que nenhuma sala possui banheiro interno, todos são externos, para que haja a oportunidade das pessoas socializarem.


O parque também preza pela mobilidade urbana e bem-estar físico de todos que estão inseridos no espaço, pois possui ciclovias e espaços para caminhada. “Trouxemos cidadania para essa região. Antes aqui era um areal. Para os moradores terem acesso à avenida, eles tinham que caminhar pelo barro, tudo era escuro”, lembra Marcelo.


Núcleos
Com uma área de aproximadamente 120 mil m², a sede do SergipeTec possui sete prédios, com capacidade para receber até 60 empresas e instituições de pesquisa das áreas de Biotecnologia; de Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC); e de Energias Renováveis e Meio Ambiente; além do Centro Vocacional Tecnológico (CVT); e o Centro Catalisador de Competências em Tecnologia da Informação (C3TI).


O local possui ainda a Biofábrica, para produção de mudas micropropagadas; a Unidade de Produção de Fungos, para o controle biológico de pragas da agricultura; a Incubadora de Empresas Multissetorial e outra (Incubadora) de Empresas de base tecnológica em Energias Renováveis; o Núcleo de Energias Renováveis e Eficiência Energética (Neeres); e o Núcleo de Tecnologia (Nutec).


Uma das oito empresas instaladas é a Acone, que desenvolve assessoria e consultoria empresarial e realiza sistemas de gestão para o Sistema Único de Saúde (SUS). A empresa criou um agendamento online, no ano de 1999, após identificar no mercado um problema comunicacional dentro do sistema da saúde pública. Anteriormente, as pessoas iam para as filas dos postos para tentar agendar uma consulta; e hoje tudo pode ser feito pela internet.


O empresário e proprietário da Acone, José Roberto Andrade, conta que a empresa começou como incubadora e está instalada no SergipeTec desde a sua criação. “Começamos por meio de um projeto da universidade e fomos a primeira turma de ‘incubados’ da Universidade Federal de Sergipe. Posteriormente, passamos a nos instalar no SergipeTec. A parceria nos agrada bastante, pois é uma ótima oportunidade de estarmos ligados a projetos nacionais e internacionais, e também ao governo, de certa forma”, reconhece.


Institucional
O SergipeTec é  uma associação privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Organização Social Estadual (OS), que tem por objetivo a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico local e regional, através do fomento de atividades de pesquisa e ensino. O local promove ainda o apoio a empreendimentos de base técnica e industrial, voltadas ao desenvolvimento social, institucional, econômico, da cidadania, da qualidade de vida e da geração de renda.


“Nosso objetivo principal é o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Tentar criar esse ambiente de negócios, cada vez melhor. Um dos desafios nossos é o fortalecimento nesse ecossistema de inovação, no qual estão empresas, empreendedores e startups, tanto formais, quanto informais”, declara o diretor técnico, Diego da Costa.


O Sergipe Parque Tecnológico atua ainda, através do setor de Tecnologia da Informação (TI), com projetos em três órgãos do estado, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE-SE) e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). As equipes, além de desenvolver sistemas, criam aplicativos mobile, atuam no suporte técnico de informática e cuidam de toda a infraestrutura da área de TI.


“Por exemplo, o ‘Nota da Gente’, da Sefaz, foi nossa equipe que desenvolveu. E o ‘Matrícula On-line’ também. Antes, os pais tinham que dormir nas filas, nas portas das escolas, para matricular os filhos. E hoje é possível fazer tudo isso pelo celular, tablete ou computador. Além disso, interagimos com as universidades e escolas, e temos ações voltadas para o incentivo de jovens ao empreendedorismo tecnológico, a exemplo, da participação deles na Olimpíada Brasileira de Informática e na Olimpíada Brasileira de Robótica”, finaliza a gestora de TI do SergipeTec, Carla Almeida.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação