11 de Setembro de 2017
POR: Secult/SE
Fonte: Secult/SE
Em: 11/09/2017 às 00h00

Orquestra Sinfônica de Sergipe apresentará espetáculo "Alvorecer do Novo Mundo"


Na próxima quinta-feira, 14, a Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), sob a regência de seu maestro adjunto Daniel Nery, apresentará o concerto “Alvorecer do Novo Mundo”. A alvorada será o primeiro grande tema desta apresentação, com a performance de duas obras: Alborada del Gracioso, de Maurice Ravel, e a estreia mundial da peça Amanhecer, do compositor sergipano Fabiano Santana. O segundo tema importante do concerto será o Novo Mundo, abordado pela Sinfonia nº9, do compositor tcheco Antonin Dvorak, uma das mais famosas peças do repertório da música clássica. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Teatro Tobias Barreto. A ORSSE é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).


Orquestra Sinfônica de Sergipe (Foto: Pritty Reis/Secult/SE)

Orquestra Sinfônica de Sergipe (Foto: Pritty Reis/Secult/SE)


A criação do Alborada del Gracioso, se deu em uma fase onde o compositor francês Maurice Ravel, mais conhecido por obras como Boléro e La Valse, juntou-se a um grupo de jovens artistas inovadores, poetas, críticos e músicos conhecidos como “Les Apaches”, o equivalente francês ao que hoje seria “hooligans”, um termo criado por Ricardo Viñes para se referir este “grupo de artistas radicais”. Para homenagear seus colegas, Ravel começou a compor a suíte Miroirs em 1904 e terminou no ano seguinte. A peça número 4 desta suíte, Alborada del Gracioso, foi posteriormente orquestrada pelo próprio Ravel em 1906.


Em relação à obra Amanhecer, de Fabiano Santana, trata-se de mais uma execução de obra inédita produzida pela ORSSE. Ele é um dos principais músicos da Orquestra, e também compositor. “Este ano estamos trazendo muitas obras inéditas e mostrando mais uma vez ao público da nossa orquestra o potencial que ela tem”, afirma o maestro titular, Guilherme Mannis.


Completa o programa a famosa Sinfonia nº9, do “Novo Mundo”, de Antonin Dvorak. A Nona Sinfonia foi composta em 1892 no período em que o compositor estava nos EUA, onde, ao mesmo tempo em que estava encantado com o novo lugar, sentia saudades de sua terra. Tal dicotomia fica evidente quando temas americanos e eslavos dialogam durante a obra.


Sobre o maestro Daniel Nery
Professor de regência, regente titular da Orquestra Sinfônica e do Coro da Universidade Federal de Sergipe, Bacharel em Composição e Regência pela UNESP e Mestre em música pela mesma instituição.  Têm na sua formação, os seguintes nomes da regência orquestral e coral: Isaac Karabtchevsky, Roberto Tibiriçá, Johannes Schlaefli (Suíça), Osvaldo Ferreira (Portugal), Fábio Mechetti, Abel Rocha e Samuel Kerr.  Já esteve à frente de importantes orquestras como Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Em Atibaia/SP, foi regente do Coral Masculino Cantores de Atibaia e da Banda Sinfônica Primeiro Movimento, além de dirigir a Orquestra Jovem e a Big Band municipais. Foi um dos fundadores, regente e clarinetista da Banda Sinfônica de Bragança Paulista. Premiado no I Concurso Carlos Gomes para Jovens Regentes, Nery é também maestro adjunto da  Orquestra Sinfônica de Sergipe, onde promoveu juntamente com Guilherme Mannis, o desenvolvimento de concertos pelo interior do estado do Sergipe e a popularização do acesso à música de concerto. Foi também responsável pela concepção do projeto social Orquestra Jovem de Sergipe, proporcionando ensino musical a centenas de jovens carentes de Aracaju. Nery também é regente do Coro Masculino da Primeira Igreja Batista de Aracaju.


Serviço
Orquestra Sinfônica de Sergipe
Série Cajueiros VII
Teatro Tobias Barreto, 14 de setembro de 2017, quinta-feira, 20h30


Daniel Nery, regente


Fabiano DIAS
Amanhecer (estreia mundial)


Maurice RAVEL
Alborada Del Gracioso


Antonin DVORAK
Sinfonia n. 9 em mi menor, Novo Mundo


Ingressos disponíveis na bilheteria do Teatro Tobias Barreto


Valores: R$20 (estudantes, melhor idade e professores) e R$40 (inteira)


Realização: Secretaria de Estado da Cultura / Governo de Sergipe

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco