11 de Julho de 2017
POR: Secult/SE
Fonte: Secult/SE
Em: 11/07/2017 às 00h00

Exposição sobre a Sergipanidade é lançada no Corredor Cultural


Mostra ficará aberta à visitação até 31 de julho.


Autoridades e intelectuais participaram do evento (Foto: Pritty Reis/Secult/SE)

Autoridades e intelectuais participaram do evento (Foto: Pritty Reis/Secult/SE)


Artes que remetem a história de Sergipe e músicas que contam sua história. Assim está moldada a nova exposição do Corredor Cultural, lançada na manhã da última terça-feira, 11, na sede da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O tema desta edição é “Sergipanidade: a memória cultural em evidência” e conta com pinturas dos artistas Adauto Machado, Caã, Joubert Moraes e Tintiliano; esculturas de Antônio da Cruz, Beto Ribeiro e Zeus; e fotografias de Seiji Hiratsuka.


O Secretário de Estado da Cultura João Augusto Gama ressaltou a importância de lembrar a Sergipanidade em exposições e eventos do estado. “Nos últimos dias comemoramos a independência de Sergipe e nada mais oportuno que homenagear pessoas tão importantes da nossa história. A Sergipanidade é uma forma de nos orgulharmos da nossa terra que é gigante apesar do seu pequeno território”, disse.


O conceituado artista sergipano, Adauto Machado, foi um dos artistas homenageados. Na oportunidade, ele salientou o orgulho em desde cedo desenhar e pintar imagens da terra. “Aos 16 anos de idade eu já pintava as coisas de Aracaju. Minha primeira obra, inclusive, representa a Barra dos Coqueiros sob o olhar da nossa capital. A sergipanidade está comigo desde o início da carreira”, ressaltou.


O artista plástico Beto Ribeiro também participou do evento e pôde expor parte de suas esculturas que retratam o cotidiano nordestino, e em especial, o sergipano. “O Corredor Cultural é mais um espaço para os artistas fazerem suas exposições. Já participei de outras edições, que abriram portas para a divulgação do meu trabalho. Sou muito grato a Secretaria da Cultura”, afirmou.


Menções Honrosas
Na ocasião, receberam menções honrosas o Secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho do Nascimento, Dr. Hamilton Maciel, Dr. Lúcio Prado Dias, Dona Alzira, Saulo Barreto, Samuel Albuquerque, além de Aloísio Campos, Clodomir Silva, Corinto Mendonça, Fernando Porto, Ibarê Dantas, José Calazans, Mário Jorge de Menezes, Dr. Paulo Amado, Silvio Romero, Zózimo Lima, estes in memorian. A Associação para o Desenvolvimento da Renda Irlandesa de Divina Pastora (ASDEREN) e a Orquestra Sanfônica de Aracaju também foram homenageados. “Ficamos muito felizes e gratos por essa homenagem e pelo reconhecimento de todos que fazem à Secult ao nosso trabalho no âmbito do incentivo e fomento à cultura”, frisou Jorge Carvalho.


“É extremamente oportuna essa iniciativa da Secretaria de Cultura porque além de divulgar a Sergipanidade, o Corredor Cultural é um momento de reunir as pessoas que dão vida a essa ideia. Artistas, intelectuais, pessoas que trabalham no campo cultural tem a oportunidade de se encontrar e dialogar, renovando o discurso em torno dessa causa”, salientou o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGSE), Samuel Albuquerque.


A exposição ficará aberta ao público durante todo o mês de julho no Corredor Cultural Irmão, que fica na sede da Secretaria de Estado da Cultura, localizada, Rua Vila Cristina, 1051, Bairro 13 de Julho. Visitações em grupo podem ser agendadas pelo númerp (79) 3179-1924.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco