14 de Fevereiro de 2017
POR: T.Dantas Comunicação e Marketing
Fonte: T.Dantas Comunicação e Marketing
Em: 13/02/2017 às 00h00

Canindé: parceria irá qualificar mão-de-obra do setor turístico


Na manhã desta última segunda-feira (13), o secretário municipal de Turismo de Canindé de São Francisco, Kaká Andrade, participou da solenidade de lançamento do Programa para Capacitação da Cadeia Produtiva do Turismo de Sergipe, no hotel Radisson, em Aracaju. Acompanhando o gestor da pasta, também estiveram presentes a turismóloga Raquel Carvalho, a secretária de Cultura Ivone Feitosa, artesãos e proprietários de quiosques e restaurantes da orlinha do município. Na ocasião, o governador Jackson Barreto assinou contratos que garantem a aplicação de recursos no montante de R$ 3.225.459,67, provenientes do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur/SE). Serão ofertadas capacitações em três vertentes: aos gestores de Turismo, que terão acesso a pós-graduação na Universidade Federal de Sergipe; aos empresários do setor, que receberão cursos do SEBRAE, e aos trabalhadores, que poderão participar de cursos do SENAC.


Canindé: parceria irá qualificar mão-de-obra do setor turístico (Foto: T.Dantas Comunicação e Marketing)

Canindé: parceria irá qualificar mão-de-obra do setor turístico (Foto: T.Dantas Comunicação e Marketing)


Em meados do ano passado, o Governo do Estado inaugurou, no âmbito da Prodetur, a orla de Canindé, um investimento de R$ R$ 6.633.884,61. Kaká Andrade explicou que os quiosques e restaurantes da região estão funcionando normalmente, mas o lançamento do programa trouxe melhores perspectivas para todos os comerciantes. “Até então, temos em Canindé um turismo de improvisação. Com essa oportunidade de profissionalizar através de cursos e capacitações, os empreendedores poderão obter melhores resultados e, assim, ter maior retorno e estabilidade. Com o investimento que já houve na orla e com o trabalho que estamos fazendo junto ao Ministério do Turismo - buscando parcerias e recursos para novas obras -, vamos transformar nosso município efetivamente num destino turístico consolidado”, frisou o secretário.


Proprietária de um restaurante na cidade, Magna Feitosa está confiante de que as capacitações irão agregar positivamente. “Costumamos dizer que o turista passa mas não fica. Eu acredito que com esses cursos haverá uma melhoria no atendimento, nos serviços e no próprio acolhimento e, assim, vamos atrair os clientes para que eles fiquem mais tempo. Acho de grande valia”, pontuou. Conhecido pela criação de pratos à base de cactos e cascas de alimentos, o jovem Timóteo Domingos acredita que qualificar profissionais do Turismo pode tornar o setor mais acessível e menos monopolizado. “Temos um turismo que gira em torno de poucas empresas e, assim, os visitantes não conseguem conhecer a cultura e a gastronomia sergipana de fato. Espero que as empresas deem espaço a quem faz a cultura aparecer: artesãos, cozinheiros… E que todos os pontos turísticos sejam introduzidos nos roteiros, além dos que já são divulgados”, ressaltou.


Para Kaká Andrade, apesar de Canindé ser o segundo maior destino turístico, seu turismo ainda carece de melhor estrutura para receber os visitantes e, consequentemente, aquecer a economia local.  “Nós queremos que o turista passe alguns dias na cidade e o dinheiro volte a circular. Queremos que as pousadas se formalizem e tenham um atendimento modelo, com a dedicação e a receptividade que são peculiares do sertanejo. Nós temos ótimos restaurantes, uma culinária maravilhosa e só precisamos aproveitar esses pontos positivos: fomentar o artesanato aplicando a identidade local, tornando a agricultura sustentável, entre outras iniciativas. Vamos encontrar as parcerias necessárias para proporcionar a Canindé recursos que se transformarão em emprego e renda para seu povo”, concluiu o secretário.


O programa


Os cursos em diversas áreas vão se estender até janeiro de 2019, sendo ministrados por profissionais do SENAC, do SEBRAE e da Universidade Federal de Sergipe. O programa tem a parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e tem como público-alvo: pessoas ligadas à área de turismo que estejam iniciando ou com pouca experiência de trabalho nos segmentos de alimentos e bebidas, meios de hospedagem, entretenimento e lazer; empresários e gestores de empreendimentos turísticos nos Polos Velho Chico e Costa dos Coqueirais; gestores públicos e privados de negócios e de territórios turísticos.


O objetivo do governo é incrementar a oferta turística, aliando os investimentos em obras aos investimentos na qualificação da mão-de-obra. “Este é um grande momento que estamos vivendo. Espero que todos aproveitem a oportunidade de qualificar cada vez mais os agentes do turismo em seus municípios. Os investimentos estão acontecendo, os recursos estão aí e as obras estão andando. Por isso, precisamos capacitar e qualificar, cada vez mais, nosso pessoal nessa indústria que gera emprego, renda e qualidade de vida”, pontuou o governador Jackson Barreto.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco