25 de Janeiro de 2017
POR: Assessoria Setesp/SE
Fonte: Assessoria Setesp/SE
Em: 25/01/2017 às 00h00

Ações do Governo de Sergipe no alto sertão sergipano ajudam a desenvolver o turismo na região


Objetivo é garantir geração de emprego e renda e mais oportunidades para os sertanejos com plano de turismo integrado entre os diversos municípios do Polo Velho Chico.


Ações do Governo de Sergipe no alto sertão sergipano ajudam a desenvolver o turismo na região (Imagem: Assessoria Setesp/SE)

Ações do Governo de Sergipe no alto sertão sergipano ajudam a desenvolver o turismo na região (Imagem: Assessoria Setesp/SE)


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), vem realizando ações em diversas áreas turísticas do estado, não só para qualificar a infraestrutura e capacidade de recepção nos polos turísticos, mas também para melhorar a vida dos cidadãos que habitam as cidades inseridas no contexto turístico.


Bem desenvolvida nos últimos tempos, a região do alto sertão sergipano vem sendo alvo de diversas ações realizadas neste sentido, de modo a garantir a integração turística dos 17 municípios formadores do Polo do Velho Chico.


A maior prova de sucesso dessas ações é a Orla da Prainha de Canindé de São Francisco. A orla, que custou R$ 6,6 milhões, valoriza um dos pontos já mais visitados do estado, que é o Rio São Francisco, principalmente por estar localizado próximo ao Cânion de Xingó. Além de uma opção a mais de lazer para turistas e habitantes da cidade, a implantação do sistema de saneamento na orla e em todo seu entorno deu um apelo social à obra.


A obra da orla ajudará a fomentar o turismo na região ainda mais, criando a expectativa de mais oferta de empregos e gerando uma nova vertente para a integração turística dos municípios do alto sertão sergipano.


O secretário de Estado do Turismo e do Esporte, Saulo Eloy Filho destaca que esse momento vivido pelo turismo na região é resultado de implementação de políticas públicas desenvolvidas pelo Governo do Estado, de acordo com a realidade local. O objetivo, segundo ele, “é garantir inclusão social, buscando incentivar um modelo integrado de gestão, através de uma matriz baseada no turismo, incentivando a preparação da mão-de-obra entre as comunidades, gerando o bem receber mediante capacitação profissional”.


Saulo Eloy Filho afirma que as ações para o desenvolvimento do turismo na região do sertão sergipano começaram efetivamente pela construção da nova orla da Prainha de Canindé de São Francisco. No entanto, estão “se estendendo a municípios integrantes do Polo Velho Chico, como Poço Redondo, Nossa Senhora de Lourdes, Santana do São Francisco, Porto da Folha, Propriá e Gararu, de modo a consolidar de maneira permanente o conceito de polo turístico integrado”.


Emprego, renda e avanço social


Sendo assim, dentro de uma visão includente, o governo do Estado tem a preocupação de garantir a entrada do sertanejo no mercado de trabalho, através do turismo, diz o secretário Saulo Eloy Filho, acrescentando que “para isso, a Setur vem realizando, também, ações de qualificação e capacitação de pessoal, abrindo perspectivas de avanços sociais para a população”.


O secretário municipal de Turismo de Canindé de São Francisco, Kaká Andrade, vai mais adiante e afirma que a parceria que o município tem hoje com o governo do Estado, através da Setesp, abre perspectivas efetivas para que o município formalize de maneira continuada as atividades ligadas ao turismo. “Através da expertise dos técnicos da Setesp e da vontade política do governo do Estado estamos construindo um projeto de turismo sustentável para nosso município. Com a participação de todos os entes da cadeia produtiva acredito que em breve teremos um modelo consolidado com base no conceito de polo integrado para a região. Para nós e para a região do polo Velho Chico, o crescimento, a geração de emprego e renda e a consequente inclusão social, passam pelo turismo”, disse. Acrescentou que agora “Canindé se prepara para a formalização do Conselho Municipal de Turismo e do Fundo de Turismo, resultado do empenho da Setesp que nos levou para uma missão de conhecimento sobre a boa administração participativa do turismo em Foz do Iguaçu”.


Um entusiasta da consolidação do turismo no alto sertão sergipano, o empresário Antonio Manoel Leite, o Manoel Foguete, que inclusive acompanhou o secretário Saulo Eloy Filho, quando da missão da Setesp a Foz de Iguaçu para conhecer a experiência do turismo integrado praticado na região das Cataratas do Iguaçu, apóia e defende que o modelo também seja adotado em Canindé de São Francisco e na região do polo do Velho Chico.


Para ele “é necessário que a matriz do turismo - que vem sendo consolidada com os investimentos do Prodetur Sergipe no alto sertão - seja uma ferramenta capaz de contribuir efetivamente para a inclusão social do sertanejo. É preciso aproveitar, de maneira sustentável, as belezas naturais e as possibilidades turísticas na região, da qual o Cânion de Xingó é o atrativo principal. Portanto, é preciso que haja o engajamento da cadeia produtiva do turismo e que aliada aos governos municipais, estaduais e, também, ao federal venham fortalecer essa região, de grande relevância para o turismo do estado de Sergipe”, afirmou Manoel Foguete.


Setesp Itinerante


A visão do governo do Estado quanto à importância do turismo para a região do polo Velho Chico tem como ponto de partida o projeto ‘Setesp Itinerante’, que tem o objetivo de gerar estratégias para o fortalecimento e perenidade do turismo no alto sertão, o que é justificado pelo secretário de Estado do Turismo e Esporte, Saulo Eloy Filho, como de grande importância para a integração dos municípios da região, mediante “uma agenda integrada de projetos e ações, que norteie a consolidação dos destinos turísticos dentro de um espírito de regionalização, reafirmando o conceito de polo turístico”.


Assim, a região passa atualmente por um amplo processo de qualificação e capacitação dos agentes do turismo, através de cursos do Senac e do Sebrae, ofertados com apoio efetivo do governo do Estado, além da construção de um fórum para discussão do turismo local, este, com agenda permanente de implementação das ações inerentes à cadeia produtiva.


Apoio do Banese


O Banco do Estado de Sergipe (Banese) também foi envolvido pelo governo do no processo de capacitação e qualificação da região. O secretário Saulo Eloy Filho se reuniu com representantes do banco para estudar uma possível criação e concessão de linha de crédito especial para apoiar os comerciantes localizados nos bares da orlinha de Canindé de São Francisco e, em outro momento, empreendedores de outros municípios.


Os recursos dessa linha de crédito serão destinados exclusivamente para que os comerciantes tenham condições financeiras reforçadas, através de crédito do Banese, para que possam promover melhorias em seus negócios, como mobiliário, aquisição de material e/ou equipamentos necessários ao bom funcionamento, para prestar atendimento ágil e seguro aos turistas.


Em 2017, a idéia é dar continuidade ao trabalho já feito no alto sertão sergipano, para que cada vez mais turistas e habitantes possam usufruir de uma estrutura de ótima qualidade e lazer em uma das mais belas regiões do estado e que, como afirma o secretário Saulo Eloy Filho - “possa fomentar toda a região com uma agenda de perspectiva turística contemplando por sua vez o anseio dos 17 municípios do alto sertão sergipano, que formam o polo do Velho Chico”.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco