12 de abril de 2018
POR: Assessoria do Evento
Fonte: Assessoria do Evento
Em: 11/04/2018 às 16h25

Amanda Cunha canta: Elis & Bethânia


Amanda Cunha, um dos grandes talentos da cena sergipana contemporânea, apresenta ao grande público um projeto com o melhor das nossas Divas da Música Popular Brasileira. Nessa edição irá interpretar canções eternizadas pela inesquecível ELIS REGINA, bem como evocara em canto e sentir toda a força de MARIA BETHÂNIA. Um repertório primoroso, uma homenagem de mulher para mulher.


Amanda Cunha canta: Elis & Bethânia (Imagem: Divulgação)

Amanda Cunha canta: Elis & Bethânia (Imagem: Divulgação)


Foi preparado um show para o público vivenciar uma experiência musical única, assim, o aconchegante Café da Gente irá receber esse espetáculo inédito, numa noite que promete ser inesquecível. Estará na companhia dos virtuosos músicos ITalo Neno e Rominho Filho. Para abrilhantar a noite contaremos com as participações especiais de Amora Valente, Bruna Ribeiro, Fernando Freitas e Heitor Mendonça! 


Um pouco sobre Amanda Cunha
Licenciada em Música com habilitação em canto pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), já fez aulas de canto com vários professores renomados como Marta Hear, Marvin Keenze, Gabriela Pace, Adriana Clis etc. No âmbito da música Erudita, participou como solista e como corista de vários festivais importantes como o MIMO (Festival internacional de música de Olinda) nos anos de 2011, 2012 e 2016; solista na missa da coroação de Mozart, sob a regência do Profº Dr. Vladimir (UFCG); solista na Missa tango de Martin Palmeire; no Magnificat de Pergolesi, sob a regência do Prfº Dr. Lemuel Guerra.


No âmbito da música popular, atuou como solista em vários grupos na cidade de João Pessoa, como a Banda Sinfonica da cidade de João Pessoa; a Camerata Arte Mulher; A Orquestra Experimental Jazz Band; atuou por dois anos consecutivos no bloco picolé de manga, onde cantou frevo; foi solista no CD da Orquestra de Violões da Paraiba; se apresentou no Sescanção em Aracaju no ano de 2016, tendo sua composição "Prisioneiro do tempo" como a mais votada da edição. Seu repertório vai desde a música popular, como jazz, bossa, choro, samba à música erudita e autoral. Já ministrou cursos de canto popular e erudito na Estação Ciência e Cabo Branco, em João Pessoa; no SESC em Sergipe; no SEST-SENAT em João Pessoa, no Conservatório de Música de Sergipe,  no Coro da UFS e nos Coros da Petrobras em Aracaju e Pedra Branca, todos com ênfase na performance.


Na área do teatro, fez um curso de extensão, pela UFS, sob a coordenação da professora Marcia Baltazar e participou das peças Dollville e Uma Canção de Rebeldia, além de dar aulas de canto em companhias de teatro da cidade de Aracaju, como o Imbuaça. Tem se dedicado a pesquisa em performance no canto popular e no canto erudito, educação musical e atualmente, em Aracaju, integra o corpo de professores do Conservatório de Música de Sergipe.


SEXTA-FEIRA | 13 DE ABRIL | 20HR
CAFÉ DA GENTE
COUVERT R$ 20

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco