18 de abril de 2018
POR: PMA
Fonte: PMA
Em: 17/04/2018 às 17h21

A Bandinha comanda segunda apresentação do projeto Quinta Instrumental 2018


Com a proposta de ocupar o Centro Histórico da capital sergipana com as diversas linguagens das artes, o projeto Quinta Instrumental - realizado pela Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) - traz nesta quinta-feira, 19, o grupo sergipano ‘A Bandinha’. A atração se apresenta no Centro Cultural de Aracaju, às 20h, com entrada franca.


Próxima edição do Quinta Instrumental traz A Bandinha (Foto: Divulgação)

Próxima edição do Quinta Instrumental traz A Bandinha (Foto: Divulgação)


Segundo o diretor de Arte e Cultura, Nino Karvan, o projeto oferece aos aracajuanos e turistas uma nova opção de entretenimento com qualidade e também fortalece o cenário musical instrumental na capital sergipana. “O Quinta Instrumental permite que a população curta a música instrumental em um local público, de fácil acesso e de forma gratuita. Além, é lógico, de dar a oportunidade aos instrumentistas de apresentar sua arte em um teatro com toda estrutura. Estamos caminhando para a segunda apresentação desta temporada e estreamos semana passada com o teatro lotado e prometemos repetir a dose nesta quinta”, ressalta.


Para o instrumentista e integrante do grupo, Felipe Freitas, tocar no Quinta Instrumental é uma forma de evidenciar a música instrumental. “Criar um projeto voltado a música instrumental é gratificante tanto para o instrumentista como para o público que terá a chance de assistir um espetáculo diferenciado que pode ser absorvido por todos. Além de mostrar o trabalho produzido pelo músico em Sergipe. Aproveito para parabenizar a Funcaju pela iniciativa e que este seja o primeiro de vários projetos voltados para os instrumentistas”.


Quinta Instrumental
Desenvolvido através do planejamento estratégico realizado pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), o Quinta Instrumental nasceu com o propósito de ocupar o Centro Histórico da capital sergipana com as diversas linguagens das artes.


O projeto tornou-se, num curto espaço de tempo, num atrativo na agenda cultural, oferecendo aos aracajuanos e turistas uma música de qualidade e totalmente gratuita. O evento sempre acontece nas quintas-feiras, exceto nos feriados, no Centro Cultural de Aracaju (antiga Alfândega), localizado na praça General Valadão, no Centro da capital, às 20h.


A Bandinha
A Bandinha é um jovem grupo instrumental que atua no cenário musical. Com a proposta de realizar apresentações através de shows temáticos, o grupo aborda a música popular em seu repertório, com ênfase no gênero musical genuinamente brasileiro, o choro. A iniciativa surgiu em 2015, através de músicos que se reuniram para apresentar um projeto musical com arranjos originais de Pixinguinha, fruto do brilhante trabalho de edição e comercialização do Instituto Moreira Salles.


Em sua primeira aparição, no teatro Atheneu, em Aracaju, A Bandinha empolgou o público ao apresentar em parceria com o grupo Brasileiríssimo e o cantor Nino Karvan, parte do álbum O Carnaval de Pixinguinha. O grupo é composto por: Érica Rodrigues na flauta; Felipe Freitas no clarinete; Éder Filipe no trombone; José Fontes na tuba; Gentil Leite no primeiro trompete; Clistenes André no segundo trompete; Ismark Nascimento e Sidiclei Santana na percussão. Tal formação remete ao tradicional grupo instrumental encontrado nos discos de Pixinguinha: O Carnaval da Velha Guarda e Assim é que é.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco