18 de março de 2019
POR: PMA
Fonte: PMA
Em: 18/03/2019 às 15h36

Instalação da câmara de resfriamento de peixe é comemorada pelos comerciantes do Maria Virgínia


A notícia sobre a assinatura da ordem de fornecimento para a instalação da câmara de resfriamento de peixe, autorizada na manhã desta segunda-feira, 18, pelo prefeito Edvaldo Nogueira, foi bem recebida pelos comerciantes do setor de pescados do mercado Maria Virgínia Franco (antigo Albano Franco), na região central da cidade. A ação, que irá beneficiar cerca de 150 permissionários do setor, é mais um compromisso honrado pela atual gestão para promover acesso à população a produtos e serviços de qualidade. 


 


Dona Maria Silva de Almeida, que comercializa peixes no espaço gerenciado pela  Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), por meio da Diretoria de Espaços Públicos e Abastecimento (Direpa), comemorou a medida da administração municipal. “Com Edvaldo as coisas estão melhorando por aqui. Agora será uma beleza. Vou poder economizar, já que não precisarei mais alugar um freezer para guardar minhas mercadorias”, afirmou ela.


Para José Ilton dos Santos que, atualmente, armazena seus produtos no contêiner frigorífico instalado na parte externa do mercado, a chegada do novo equipamento foi motivo de satisfação. “Com a instalação da câmara, o transporte das mercadorias até as nossas bancas será facilitado. Era ruim ter que sair do mercado para reabastecer os itens quando precisávamos. Hoje só temos motivos para comemorar”, destacou ele, que comercializa peixes desde o antigo mercado.


A iniciativa da Prefeitura também foi elogiada pelo administrador Paulo Sérgio. “Qualquer melhoria que beneficie tanto os comerciantes quanto os consumidores é sempre muito bem-vinda”, comentou ela que, frequentemente, consome pescados adquiridos no Maria Virgínia.


“A retirada do antigo contêiner frigorífico dará mais comodidade e segurança para os permissionários do setor, uma vez que não precisarão se locomover até a área externa do mercado para fazer o manuseio e transporte dos produtos”, enfatizou o coordenador dos mercados centrais, Nivaldo da Cunha Mota.


Para o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, a ação é mais um passo importante no processo de revitalização dos mercados, iniciada nessa gestão. “Esse era um anseio grande dos comerciantes de pescados do Maria Virgínia, que passaram por um período de cinco anos sem as câmaras frigoríficas. Com esse equipamento não precisaremos mais pagar os custos do aluguel e energia do contêiner, o que representa uma economia em torno de 120 mil reais ao ano. Com este recurso vamos conseguir instalar as duas, a de resfriamento e, posteriormente, a de congelamento dos pescados e resfriamento das carnes, levando, assim, mais qualidade aos produtos comercializados neste espaço”, explicou o presidente.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco