07 de maio de 2019
POR: Saullo Hipolto*
Fonte: F5 News
Em: 06/05/2019 às 10h45
Atualizada: 06/05/2019 às 10h57

Homem mata mãe de esposa por não aceitar separação


Filha do acusado estava dentro da casa no momento do crime; ele segue foragido.


Homem mata mãe de esposa por não aceitar separação (Foto: PM/SE)

Homem mata mãe de esposa por não aceitar separação (Foto: PM/SE)


homem identificado pelo prenome de Leandro matou a própria sogra na madrugada desta segunda-feira (6) no município de Simão Dias, no Agreste sergipano. De acordo com a Polícia Militar, a motivação para o feminicídio teria sido o término da relação com a filha da vítima.


Testemunhas apontam que na tarde do último domingo (5) uma confusão generalizada aconteceu porque Leandro tentou agredir sua ex-esposa por não aceitar o término da relação, mas os irmãos da mulher impediram, momento em que o homem ameaçou toda a família de morte.


De acordo com o comandante da 4ª Companhia Independente da PM, major Alzot, as vítimas não fizeram nenhum tipo de boletim de ocorrência junto à delegacia e na madrugada desta segunda-feira, por volta das três horas, o crime foi consumado.


Conforme relato das pessoas que estavam dentro da casa arrombada, Leandro, acompanhado de dois outros homens, perseguiu a vítima, identificada como Rosenil Anacleto Nascimento, e a matou com um tiro à queima roupa na região do tórax. A filha do homem estava dentro da casa no momento do crime.


Um dos filhos que estava no local acionou a Polícia Militar e indicou uma casa em que Leandro estaria. Ao fazer o cerco à residência os dois cúmplices dele tentaram fugir pelo telhado, mas foram capturados e conduzidos à delegacia da região. Os homens relataram que foram coautores do feminicídio e indicaram onde o autor dos disparos estava, mas ele não foi encontrado até o momento.


"É importante ressaltar que informe à polícia qualquer tipo de ameaça sofrida, mesmo que seja por família, porque esses comportamentos nós levamos à sério. A polícia está à disposição pelo número 181, a identidade é mantida em sigilo", afirmou o major Alzot.


*Estagiário sob supervisão da jornalista Fernanda Araujo.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco