01 de julho de 2019
POR: Ferreira Filho
Fonte: Ferreira Filho
Em: 01/07/2019 às 07h40

O rodízio de sempre



Segunda-feira, 1º de julho de 2019


O rodízio de sempre


Por certo você já ouviu: "Em Sergipe todos já estiveram com todos na política". A afirmativa é a constatação das alianças que são feitas pelos líderes políticos, que na maioria de sempre são mais favoráveis aos governantes de plantão.


Não há uma aliança construída para o desenvolvimento de idéias coletivas, que busquem um estado consistente e capaz de proporcionar condições dignas aos seus populares. Vale a conquista dos espaços disponíveis, enquanto os investimentos vão ficando para depois, muito depois.


O tempo é cruel, e as "arrumações" levam meses, como também provocam paralisações em setores fundamentais nas administrações,  além de surgir gestores que não têm a menor intimidade com as pastas que lhes são atribuídas, cujos nomes valem pela força da indicação, e os que executivos chamam de cota pessoal.


Ainda não tivemos um governo para realizar uma administração dentro de um planejamento eficaz, sem exageros, e com investimentos eficientes, que tenham começo, meio e fim.
O que se vê na maioria das administrações são justificativas de dificuldades, enquanto obras e serviços sofrem descontinuidades em prejuízo da população, vítima da prioridade política que se estabelece em favor dos velhos e novos aliados que circulam os palácios para arrumar os seus. Até quando?



Fogo nele
O festejo de Estância registrou um momento espetacular envolvendo o ex-governador Albano Franco e a senadora Maria do Carmo. Na cena os dois acendem uma espada, e o rojão do artefato de Maria "tira fino" em Albano. Foi o suficiente para a turma da net criar inúmeras legendas com a cena.



Carta dos governadores
O senador Alessandro Vieira passou o dia de ontem querendo saber se o governador Belivaldo Chagas teria assinado uma carta dos governadores do Nordeste, cujo conteúdo inclui o pedido da liberdade de Lula. Até agora confesso não poder afirmar se o governador assinou ou não.



Manifestação
Ontem foi a vez da turma pró Bolsonaro e Sérgio Moro ocupar as ruas de várias cidades do país. A motivação dos atos se deu depois que a denúncia contra o ex-juiz Moro perdeu consistência, e não provou nada que fosse de encontro à conduta dele, enquanto magistrado.



Milho azedo
O presidente da Emsurb, Luiz Roberto, esclareceu bem a ocorrência do milho que fora apreendido de um comerciante pela equipe de fiscalização. O suposto ambulante além de não ter permissão, desrespeitou os servidores públicos, inclusive, com gestos obscenos.



Turismo
Pelo que disse o governador Belivaldo Chagas ao jornalista Josailto Lima para o portal jlpolitica, o atual secretário de estado de turismo está com os dias contados. O governador disse que está à procura de alguém com um perfil que trabalhe a pasta com profissionalismo.



Recesso
Se os deputados estaduais conseguirem finalizar a pauta de votação hoje, a partir de amanhã inicia o recesso parlamentar do mês de julho.



Acordo Mercosul/UE
O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo (30), em Brasília, esperar que o Congresso Nacional seja um dos primeiros a aprovar o acordo de livre comércio que os países que integram o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a União Europeia (UE) assinaram nesta sexta-feira (28).Após ser avalizado por ministérios brasileiros envolvidos, o governo federal enviará o tratado para o Congresso Nacional, onde o texto do acordo tramitará por comissões e terá de ser aprovado tanto pela Câmara dos Deputados quanto pelo Senado. Se aprovado, o acordo de livre comércio eliminará as tarifas de importação para mais de 90% dos produtos comercializados entre os dois blocos.



Setor de queimados
Huse registra 46 queimados por fogos de artifício nos festejos juninos; 18 são crianças. A Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), registrou 71 pacientes vitimas de queimaduras durante o mês de junho. Foram 46 são vítimas de queimaduras por fogos de artifício, sendo 28 adultos e 18 crianças. Segundo informações passadas pela assessoria do Huse, na véspera de São Pedro, 28 junho, foram registrados cinco vítimas, quatro adultos. Na véspera de São João foram 15 vitimas e 17 no dia 24. Em junho de 2018, as vítimas foram 23 crianças e adolescentes e 22 adultos. O que chamou a atenção foi que neste ano, houve um grande número de amputações.



Imagem ilustrativa: reprodução/pixabay
Contato: ferreirappa@gmail.com/Zap: 79 9 9987 2966
Mais Colunas

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação