Aracaju (SE),

HOME

Lateral 01
PONTOS TURÍSTICOS

Cânion do Xingó
Crôa do Goré
Ilha da Sogra
Lagoa Redonda
Mangue Seco
Parque dos Falcões
Praia de Caueira
Praia de Pirambu
Praia do Abaís
Praia do Saco
 
CADERNOS

Home
Agenda Cultural
Artigos
Automóveis
Baladas
Menu dos Esportes
Ciência
Clima/Tempo
Concursos
Conheça Sergipe
Cidade/Cotidiano
Cultura/Arte
Dólar
Educação
EsportesBR
EsportesSE
Estilo/Moda
Imagens de Sergipe
Indicadores
Informática
Jurídicas
Meio Ambiente
Mercado
Mundo
Mundo Artístico
Negócios
Pais
Polícia
PolíticaBR
PolíticaSE
Saúde
Tecnologia
Turismo
Últimas Notícias
Veículos
Vestibular
 
CLICK INFORMA

Cálculo Exato
Cotação do Dólar
Fuso Horário
Horóscopo
Lista Telefônica
Loterias
Olho no Dinheiro
Preço de Remédios
Resumo de Novelas
Sites + Procurados
Tirar Passaporte
Vôos Online
 
INTERATIVIDADE

Contato
Blogs e Sites
Envie Imagens
Fale Conosco
Links Úteis
Mídia de Sergipe
Opiniões e Cartas
Ver Comentários
Você Repórter
 

 



My Interno

Pesticidas usados em frutas e legumes podem colocar crianças em risco de câncer

22/11/2012

Pesquisa mostra que "risco cumulativo" da exposição a produtos químicos aumenta probabilidade de doença na vida adulta.

Pesticidas e outros produtos químicos venenosos usados na produção de frutas e vegetais podem estar colocando as crianças em risco de desenvolver câncer na vida adulta, de acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos EUA.

O trabalho sugere que as crianças podem ser afetadas por um "risco cumulativo" de exposição aos pesticidas dos alimentos. Segundo os pesquisadores, a variação da dieta pode ajudar a reduzir a exposição.

A líder da pesquisa Irva Hertz-Picciotto e seus colegas avaliaram 364 crianças, 207 das quais eram menores de cinco anos.

Os resultados mostraram a presença de níveis elevados de arsênio, dieldrin, DDE e dioxinas, que superam as taxas de segurança.

Além disso, mais de 95% das crianças em idades pré-escolares tinham níveis além do aceito de acrilamida, subproduto encontrado em alimentos processados como batatas fritas.

A exposição a pesticidas foi particularmente elevada nos tomates, pêssegos, maçãs, uvas, pimentão, alface, brócolis, morangos, espinafre, peras, feijão verde e aipo.

"Estamos focados nas crianças, porque a exposição precoce pode ter efeitos em longo prazo sobre a evolução das doenças. Atualmente as agências de proteção ambiental só medem o risco com base em exposições individuais de contaminantes. Queríamos entender o risco cumulativo de contaminantes alimentares", afirma Hertz-Picciotto.

A equipe acredita que os resultados demonstram a necessidade de se evitar a exposição a toxinas múltiplas em crianças pequenas para reduzir o risco de câncer.


Isaúde
Foto: First Step Nutrition


comentar  -  imprimir  -  enviar a um amigo - voltar

Cadastre seu email e receba notícias do ClickSergipe

Nome:
E-mail:


Comentários

Mais Notícias:

15/4/2014 - Como diferenciar a gripe da dengue?

14/4/2014 - Cirurgia bariátrica pode ajudar a melhorar a diabetes em obesos

13/4/2014 - Gotículas de tosses e espirros vão mais longe do que se pensava

10/4/2014 - Cuidados na compra de peixes e frutos do mar podem prevenir doenças

10/4/2014 - Enxaguantes bucais não eliminam mau hálito na maioria dos casos

Lateral 02















   Vende-se Sítio
Em N. Sra. das Dores
 



Márcio França

 

 


Untitled Document

O MUNDO NUM SÓ CLICK

CADERNOS
CLICK SERGIPE INFORMA
INTERATIVIDADE
PONTOS TURISTICOS

HOME