Aracaju (SE),

HOME

Lateral 01
PONTOS TURÍSTICOS

Cânion do Xingó
Crôa do Goré
Ilha da Sogra
Lagoa Redonda
Mangue Seco
Parque dos Falcões
Praia de Caueira
Praia de Pirambu
Praia do Abaís
Praia do Saco
 
CADERNOS

Home
Agenda Cultural
Artigos
Automóveis
Baladas
Menu dos Esportes
Ciência
Clima/Tempo
Concursos
Conheça Sergipe
Cidade/Cotidiano
Cultura/Arte
Dólar
Educação
EsportesBR
EsportesSE
Estilo/Moda
Imagens de Sergipe
Indicadores
Informática
Jurídicas
Meio Ambiente
Mercado
Mundo
Mundo Artístico
Negócios
Pais
Polícia
PolíticaBR
PolíticaSE
Saúde
Tecnologia
Turismo
Últimas Notícias
Veículos
Vestibular
 
CLICK INFORMA

Cálculo Exato
Cotação do Dólar
Fuso Horário
Horóscopo
Lista Telefônica
Loterias
Olho no Dinheiro
Preço de Remédios
Resumo de Novelas
Sites + Procurados
Tirar Passaporte
Vôos Online
 
INTERATIVIDADE

Contato
Blogs e Sites
Envie Imagens
Fale Conosco
Links Úteis
Mídia de Sergipe
Opiniões e Cartas
Ver Comentários
Você Repórter
 
 

 


Céu de Aracaju - Última imagem captada.

Confira também -
Previsão do tempo para: Regiões do Brasil, Próximos 5 dias em Aracaju, Municípios de Sergipe.

Céu de Aracaju AO VIVO.

Click Aqui
e confira mais notícias referente ao clima


My Interno

População ribeirinha sofre com degradação do Rio São Francisco

19/9/2011

Ataques ao meio ambiente geram mais pobreza às márgens do rio.

Água, política social e condições de subsistência das comunidades ribeirinhas foi o tema que reuniu em Propriá a Pastoral da Criança, a Escola de Fé, Política e Cidadania, o representante do INCRA, Fontinelli, o secretário de Estado de Direitos Humanos, Comunidades Quilombolas, Comunidades Indígenas, o Comitê Pastoral da Terra, entre outras entidades durante a manhã deste sábado, 17 de setembro, no Encontro do Comitê do São Francisco. A deputada Ana Lúcia (PT) participou como palestrante do evento junto a indígenas, quilombolas, assentados e vários membros de movimentos sociais e políticos da região entorno do Rio São Francisco que discutiram pontos cruciais para a população do Baixo São Francisco, tais como energia nuclear, hidrelétricas, construção de Resortes, irrigação do Platô, Pró-Álcool, Transnordestinas.

A deputada Ana Lúcia ouviu todos os depoimentos dos militantes colocando o impasse em que se encontra o movimento social de proteção da Bacia do são Francisco e por melhoria de condições de vida para as populações ribeirinhas. Ela defendeu o fortalecimento da unidade do povo e colocou seu mandato à disposição para ajudar na luta dos ribeirinhos.

O pescador e poeta, Antônio Gomes dos Santos, o Toinho de Penedo, reclamou que a luta precisa ser mais contundente, pois há muitos anos ele assiste à degradação do Rio São Francisco, a diminuição no tamanho e no volume de peixes, as condições de vida da população ribeirinha cada vez piores, e tudo condiz para que esta realidade se confirme ainda mais. “Eu discordo de quem diz que o trabalhador não sabe plantar. O trabalhador não sabe envenenar, isso sim. Mas enfiaram na cabeça do povo que tem que produzir mais e que isso só se faz com veneno”, apontou.

Membro do Comitê Pastoral da Terra e Comitê Pastoral da Pesca, o companheiro Gogó denunciou que a população ligada à natureza vivencia o impacto social de sua destruição. “O Baixo São Francisco é chamado de Hait sergipano por causa dos índices de desenvolvimento humano. Mas isso é óbvio, a gente vivia da pesca, do planto e isso foi tirado da população, o resultado foi o pior possível”, resumiu.

O vereador José Antônio da Silva, o Ninho, lembrou que também o Pró-Álcool sinaliza para um cenário pior pra região com a volta da expansão da monocultura para o cultivo da cana-de-açúcar na região nordeste e em Sergipe também. Uma das consequências é o esmagamento da agricultura familiar.

A coordenadora do Núcleo de Defesa do São Francisco no Ministério Público, Luciana Khoury, avaliou que a luta pela proteção do São Francisco não pode arrefecer por causa da decisão favorável à transposição tomada pelo Supremo Tribunal Federal. Ela lembrou que ainda existem 14 ações em curso. “E precisamos continuar dando o mesmo peso para outras lutas em defesa do São Francisco e de condições de vida para as populações ribeirinhas. Pretendo levar as sugestões criadas a partir deste debate para o Ministério Público”, explicitou a promotora que há 9 anos atua no núcleo em Defesa do São Francisco.


DESABAFO QUILOMBOLA
A militante quilombola Xifronézea Santos falou do preconceito, do isolamento e todas as dificuldades da luta quilombola no Quilombo de Brejão dos Negros, em Brejo Grande, onde as políticas públicas do Governo Federal não estão conseguindo chegar. “É o meu direito lutar pela terra que foi minha do passado. Lutar pela política que está aí, e junto aos companheiros quilombolas de outros municípios. Mas quem se identifica como quilombola na minha comunidade é chamado de ladrão. Ninguém consegue trabalhar, porque não se dá emprego a quilombola. Na minha casa, a gente vive do meu salário porque eu sou funcionária publica. O meu marido não trabalha porque ele é casado com Xifronézea, que é ‘a quilombola brigona’. Então está difícil a nossa batalha”, alertou. Xifronézea pediu apoio e solidariedade de acampados, assentados, índios e camponeses na luta contra a repressão dos coronéis e do latifúndio, que ainda imperam fortes na região do Baixo São Francisco.

O jovem Magno de Oliveira frisou as palavras da companheira quilombola enfatizando que as ameaças de morte na região não cessam. E por isso a comunidade vive num cotidiano de muita tensão, além das provocações constantes dos expropriados.

Fonte: Ana Lúcia-se.com









comentar  -  imprimir  -  enviar a um amigo - voltar

Cadastre seu email e receba notícias do ClickSergipe

Nome:
E-mail:


Comentários

Mais Notícias:

24/10/2014 - Estudante do IFS é selecionada em programa do MTur

24/10/2014 - Saúde de Aracaju abastece estoque emergencial de medicamentos e insumos

24/10/2014 - Vistorias de Licença Ambiental são realizadas em empreendimentos na capital

24/10/2014 - TJ/Sergipe instala nova Comarca de Malhador

24/10/2014 - SMTT proíbe estacionar em avenida

Lateral 02






Márcio França

 




 


Untitled Document

O MUNDO NUM SÓ CLICK

CADERNOS
CLICK SERGIPE INFORMA
INTERATIVIDADE
PONTOS TURISTICOS

HOME